Camões, 25 de abril e poetas centenários no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

Camões, 25 de abril e poetas centenários no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

A voz do ator Paulo Pires e a musicalidade de Emanuela Nicoli juntam-se no Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, em Coimbra, para um recital de poesia e harpa que celebra os 500 anos do nascimento de Camões, os 50 anos da revolução do 25 de Abril e os centenários do nascimento de Sebastião da Gama, António Ramos Rosa e Alexandre O’Neill. Para ver e ouvir, no próximo dia 10 de junho, a partir das 21h00.

No palco da Igreja do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, vai ser ainda possível ouvir trechos dos poetas da revolução dos cravos – Ary dos Santos, José Gomes Ferreira, Manuel Alegre, Natália Correia, Sophia de Mello Breyner, Eugénio de Andrade -, tudo acompanhado pela leve e etérea musicalidade da Harpa.

No Dia de Portugal, celebra-se a História e a Cultura, num momento que promete ser de beleza lírica e musical.

Entrada livre, sujeita a inscrição prévia, através do e-mail santaclaravelha@patrimoniocultural.gov.pt ou do telefone 239 801 160.

Paulo Pires
Ator e ex-modelo, iniciou a sua carreira como modelo na década de 1990 e, desde aí, trabalhou em cidades como Tóquio, Milão, Londres, Viena. Em 1993 tem a primeira aparição no cinema, com Zéfiro (1993), longa-metragem de José Álvaro Morais para, a seguir, protagonizar Cinco Dias, Cinco Noites de José Fonseca e Costa (1996). Tornou-se presença regular na televisão, como protagonista de séries e novelas, tendo ainda apresentado diversos programas.

Conta no seu currículo como ator com a participação em variados recitais de poesia e prosa e mais de 50 obras no meio audiovisual, entre televisão e cinema.

Emanuela Nicoli
Nascida em Florença em 1977, estudou no Conservatório “Luigi Cherubini” de Florença diplomando-se em Harpa, em 1996, com a avaliação máxima, tendo frequentado desde então vários cursos de aperfeiçoamento

Vencedora em 1997 do Concurso Nacional “Riviera della Versilia” e, em 1999, do Concurso Internacional ” Rovere D`Oro” na sua categoria.

Em 2006, obteve o Curso Anual de Qualificação Professional para Professor de Orquestra “Progetto Palcoscenico” no Teatro Comunale del Maggio Fiorentino.

Em 2007, licenciou-se em “Discipline Musicali” no Conservatório Luigi Cherubini, em Florença, tendo alcançado a votação máxima.

Atualmente, apresenta-se em formação de Câmara e em Orquestra, colaborando com diversas orquestras.

Desde Outubro de 2009 até 2015, é Harpista da Orquestra do Norte (Amarante-Portugal), colabora com a Orquestra Metropolitana de Lisboa e a Orquestra Académica Metropolitana de Lisboa e participa do Angelicus Duo, a convite da soprano Filipa Lopes.