“THE WOMAN IN THE LIFE OF THE MONASTERY OF AROUCA”

“THE WOMAN IN THE LIFE OF THE MONASTERY OF AROUCA”

O Mosteiro de Santa Maria de Arouca inaugura esta sexta-feira, 10 de maio, na Croácia, uma exposição que reúne dez exemplos de vida no feminino. “The Woman in the Life of the Monastery of Arouca” propõe um olhar sobre a ligação duradoura do mosteiro com as mulheres ao longo da sua História, que acabaram por moldar a sua identidade.

A exposição, que estará patente até ao próximo dia 8 de julho em Bednja, resulta de uma parceria com o Castelo de Trakošćan e decorre do Encontro Internacional do ICOM sob o tema “Modelos de Gestão de Museus e Monumentos: Experiências em Curso e Novas Visões”, que decorreu em fevereiro de 2023, no Mosteiro de Santa Maria de Arouca.

Composta por fotografias, vídeos e documentos vários, “The Woman in the Life of the Monastery of Arouca” elenca dez mulheres que se diferenciaram nos cargos e funções que ocuparam, tendo em comum o seu importante papel na vida monástica arouquense (e portuguesa), sendo exemplos do poderoso papel que as mulheres tiveram ao longo da História.

D. Eileuva, D. Toda Viegas, D. Maior Martins, Leonor Coutinho, Melícia de Melo, Ana Beleza de Andrade/Bernarda Teresa Beleza de Andrade, Maria José Gouveia Tovar de Menezes, Maria Rosa do Sacramento e, talvez a mais célebre, Rainha Mafalda Sanches, filha de D. Sancho I e neta de D. Afonso Henriques, são as figuras escolhidas pela equipa do Mosteiro de Arouca, com base em investigação histórica profunda, com recurso a bibliografia, mas também a historiadores e investigadores locais.

Dez nomes que marcaram a vida e a História do Mosteiro e que moldaram a sua identidade. Tudo junto numa exposição que faz uma viagem pelo feminino, destacando a importância e influência destas mulheres nos diversos contextos históricos e sociais deste espaço monástico, que é um exemplo singular da extrema relevância do feminino no desenvolvimento histórico, social, cultural e religioso de Arouca.