Saltar para o conteúdo principal da página
Património Industrial - Arquitectura Industrial Moderna (1925-1965)

Tobis Portuguesa, S.A.

Designação

Tobis Portuguesa, S.A.

Localização

Alameda das Linhas Torres, nº144

Freguesia / Concelho / Distrito

Lumiar / Lisboa / Lisboa

Função

Indústria Cinematográfica: edifícios destinados a laboratório de revelação de películas cinematográficas, serviços administrativos e um outro destinado a estúdio de filmagens

Época

Projectos de 1936 e 1944

  • Fachada Principal / Foto: DE/IPPAR

  • Entrada do edifício / Foto: DE/IPPAR

  • Entrada do edifício / Foto: DE/IPPAR

Caracterização

Autor: Arqtº Joaquim Bettencourt - projecto do edifício do laboratório

Autor: Arqtº Jorge Segurado – projecto do estúdio

Edificado na antiga Quinta dos Ulmeiros, arrabalde de Lisboa na década de 40, da cidade do cinema em Lisboa, do conjunto arquitectónico que materializa a Tobis restam hoje apenas dois edifícios autónomos: o Laboratório e o Estúdio. De facto, nos seus tempos áureos este grande empreendimento, que compreendia ainda uma cenográfica piscina, adquiria, ao sabor das metragens aí produzidas, a feição de uma cidade efémera.

O edifício do Estúdio onde decorriam as filmagens, estruturado num grande vão de 34 x 19 m, compreendia o fosso cénico, as salas de adereço cenográfico, os camarins de actores e dependências dos serviços de apoio, bem como uma imponente teia suspensa em asnas metálicas a perfazer uma galeria de luz. Construído em paredes de alvenaria hidráulica, este edifício apresenta cobertura metálica e fachada principal contracurvada lembrando algum expressionismo dos anos 30.

O edifício do Laboratório, concebido numa linha formal horizontalizante, estrutura-se em dois pisos, recebendo os serviços administrativos e laboratoriais. A par de uma concepção funcional das diversas áreas envolvidas na particularidade deste projecto – salas de som, laboratórios de fotografia, laboratórios de revelação e salas de mistura – o arquitecto procurou como solução construtiva a utilização de materiais incombustíveis, tendo em linha de conta o tipo de indústria operada neste espaço. O conjunto da Tobis materializa um dos exemplos mais qualificados da produção arquitectónica dos anos 30 em Lisboa, respondendo a um programa inédito.


Sandra Vaz Costa/ Docomomo Ibérico
Junho 2002


Classificação

Sem protecção