Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Iniciativas 07/10/2022

Portugal acolhe Conferência Europeia dos Museus da NEMO - Network of European Museum Organisations

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e a Câmara Municipal de Loulé são as entidades coorganizadoras da realização em Portugal da Conferência Europeia dos Museus da NEMO - Network of European Museum Organisations 2022, que decorre em Loulé, nos próximos dias 9, 10 e 11 de outubro.

Subordinado ao tema “A inovação começa a partir de dentro: Museus resilientes em tempos de disrupção” (Innovation begins within-Resilient museums in times of disruption), a Conferência, que vai já na 30ª edição, junta no Algarve cerca de 200 profissionais de 40 países para explorar a forma como os museus podem ser mais inovadores, ágeis e flexíveis num mundo desafiante e em rápida mudança.

Isabel Cordeiro, Secretária de Estado da Cultura, presidirá à sessão de abertura no dia 10 de outubro, às 10h00, no Cineteatro Louletano, juntamente com David Vuillaum, Presidente da NEMO e Vítor Aleixo, Presidente da Câmara Municipal de Loulé.

Perante um mundo em constante mudança são vários os temas que levantam fortes desafios de adaptação ao setor dos museus – a guerra, a pandemia, a crise energética, a injustiça social, as alterações climáticas, entre outros. Assim, e de forma a encorajar os museus a adotar a inovação como uma componente estrutural das suas ações, e dessa forma tornarem-se mais adaptáveis e resilientes, a Conferência vai destacar as competências criativas que já existem no setor e procurar inspiração fora da área dos museus para encontrar novas abordagens, perspetivas e ideias.

“O tema da conferência da NEMO 2022 evidencia que a reflexão em torno da inovação dos museus e da sua adaptação às mudanças sociais deverá surgir do interior destas instituições para que, a partir de si mesmas, possam redefinir uma diferente forma de atuação e comunicação e, deste modo, acompanharem e adaptarem-se às transformações sociais e económicas, bem como à constante atualização das tecnologias de informação e comunicação da sociedade contemporânea», sublinha a Secretária de Estado da Cultura.

“Paralelamente, as redes de museus devem, igualmente, repensar a sua atuação no sentido de uma maior transversalidade, de maior diálogo, comunicação e participação entre os seus membros, potenciando a partilha de ideias, de conhecimento e de experiências, aspetos fundamentais para o desenvolvimento dos museus”, acrescenta.

A Direção-Geral do Património Cultural é membro da NEMO, representando Portugal nesta organização europeia.

Para mais informação sobre a Conferência e Programa.

Sobre a NEMO - Network of European Museum Organisations

Foi fundada em 1992 como uma rede independente de organizações museológicas nacionais, representando a comunidade dos museus dos Estados-membros do Concelho da Europa. Em conjunto, os membros da NEMO representam hoje 30 000 museus em toda a Europa.