Saltar para o conteúdo principal da página

Revista Monumentos nº 37

<p>Celebrando este ano o seu 25.º aniversário, a revista Monumentos 37 elege como tema principal o Convento de Cristo e a cidade de Tomar e é apresentada terça-feira, 26 de novembro, pelas 17h00, na Sala do Noviciado do Convento de Cristo, em Tomar.</p>
<p>Promovida pela Direção-Geral do Património Cultural, a Monumentos 37 é constituída por um primeiro conjunto de artigos que “acompanha a evolução urbana tomarense desde a sua génese medieval à contemporaneidade”. Um “segundo núcleo aborda, a partir de investigação nova, feita propositadamente para [este] número, as medievais igrejas de São João Batista e Santa Maria do Olival, em Tomar, e no seu entorno os templos de construção renascentista”.</p>
<p>O “terceiro e maior núcleo deste Dossiê é reservado ao Convento de Cristo, propondo-se uma nova leitura para o seu ícone maior — a janela do coro —, observando-se à luz da nova documentação a construção do “Convento Novo”, detendo-se sobre essa obra maior do renascimento em Portugal, que é o Claustro Principal, sem deixar de parte a belíssima charola, “obra de arte total” dos períodos manuelino e filipino”.</p>

Celebrando este ano o seu 25.º aniversário, a revista Monumentos 37 elege como tema principal o Convento de Cristo e a cidade de Tomar e é apresentada terça-feira, 26 de novembro, pelas 17h00, na Sala do Noviciado do Convento de Cristo, em Tomar.

Promovida pela Direção-Geral do Património Cultural, a Monumentos 37 é constituída por um primeiro conjunto de artigos que “acompanha a evolução urbana tomarense desde a sua génese medieval à contemporaneidade”. Um “segundo núcleo aborda, a partir de investigação nova, feita propositadamente para [este] número, as medievais igrejas de São João Batista e Santa Maria do Olival, em Tomar, e no seu entorno os templos de construção renascentista”.

O “terceiro e maior núcleo deste Dossiê é reservado ao Convento de Cristo, propondo-se uma nova leitura para o seu ícone maior — a janela do coro —, observando-se à luz da nova documentação a construção do “Convento Novo”, detendo-se sobre essa obra maior do renascimento em Portugal, que é o Claustro Principal, sem deixar de parte a belíssima charola, “obra de arte total” dos períodos manuelino e filipino”.

Referência: IPPBREV19945201

Dimensões:

Peso:

Unitário
Preço
25,00€

Veja também:

Revista Monumentos nº 35

Referência: IPPBREV17721401

Preço Unitário:
25,00€

Revista Monumentos nº 36

Referência: IPPBREV18858401

Preço Unitário:
25,00€

RM | Revista de Museus #02

Referência: IPPBREV19951550

Preço Unitário:
20,00€