Saltar para o conteúdo principal da página

DIMS | Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Apresentação

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi instituído em 18 de Abril de 1982 pelo ICOMOS e aprovado pela UNESCO no ano seguinte. A partir de então, esta data comemorativa tem vindo a oferecer a oportunidade de aumentar a consciência pública relativamente à diversidade do património e aos esforços necessários para o proteger e conservar, permitindo, ainda, chamar a atenção para a sua vulnerabilidade.

Representando um momento anual de celebração da diversidade patrimonial, pretende-se que o dia 18 de Abril funcione como um marco comemorativo do património nacional, mas que celebre, também, a solidariedade internacional em torno da salvaguarda e da valorização do património de todo o mundo.

18th April - The World Heritage Day

Dia Internacional de Monumentos e Sítios (2006 a 2019)

Entendendo o Património como um projecto de cidadania, a DGPC - Direção-Geral do Património Cultural (ex- IGESPAR ) – tem procurado apelar à participação do público na comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios através da sensibilização para a importância da preservação, salvaguarda e valorização do património.

O programa nacional de atividades expressa, todos os anos, de forma clara, os objetivos do ICOMOS, refletindo, de igual modo, os conceitos subjacentes aos temas definidos pelo ICOMOS e seguidos por esta Direção-Geral. O programa é, normalmente, composto por atividades culturais de diversas tipologias – visitas guiadas e temáticas; espetáculos artísticos (música, dança, teatro, circo, teatro de marionetas/fantoches); exposições; animação de rua, recriações e encenações históricas; workshops, palestras, conferências, debates e seminários; sessões de leituras de contos, poesia e lendas; rotas patrimoniais, itinerários culturais, peddy papers e rally papers; ateliers lúdicos e oficinas pedagógicas; jogos tradicionais, de época e jogos de descoberta; feiras e festivais; lançamento de publicações; documentários, filmes.

Coordenação nacional: DGPC/DDCI" ; contacto: ddci@dgpc.pt

O DIMS no Facebook


Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2020
Património Partilhado - Culturas partilhadas, património partilhado, responsabilidade partilhada.

Convite à participação


Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2019
Património e Paisagem Rural

Em 2018, foram mais de 600 iniciativas – entre acções de sensibilização, ateliers e oficinas pedagógicas, espectáculos artísticos (música, dança, teatro), exibição de documentários e filmes, exposições, feiras e festivais, jogos tradicionais, lançamento de publicações, maratonas fotográficas, mostras gastronómicas, itinerários culturais, peddy papers e rally papers, sessões de leitura, visitas guiadas e visitas temáticas, workshops, palestras, conferências, debates e seminários - organizadas por cerca de 540 entidades, em 160 concelhos.

Em 2019, o tema Património e Paisagem Rural remete para um universo ancestral e indispensável; pela sua essência, paisagens rurais constituem territórios fundamentais para práticas de conservação que apelam ao envolvimento das comunidades, e o DIMS constitui uma oportunidade para sensibilizar a sociedade para a importância do património e das paisagens rurais, para os laços intrínsecos entre paisagens rurais e desenvolvimento sustentável e para as inerentes e complexas questões de conservação e protecção – tanto mais pertinentes quanto falamos de elementos que, pela sua própria natureza, detêm uma inefável reserva de fragilidade e mutabilidade. 

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios
Património Cultural : De Geração para Geração
 - 18 de abril de 2018

Em 2018, o tema proposto para o DIMS pelo ICOMOS Internacional é PATRIMÓNIO CULTURAL: DE GERAÇÃO PARA GERAÇÃO. Este conceito assenta na própria definição de património cultural, enquanto legado de artefactos e construções físicas e atributos intangíveis de um grupo ou sociedade, herdados de gerações passadas, mantidos no presente e transmitidos para o benefício de gerações futuras. Reforçar a consciência da necessidade de preservação do património, assente no pressuposto de que é necessário conhecer para preservar e preservar para transmitir é, por isso, tarefa fundamental num presente assombrado por contradições e incertezas, em que a cultura pode constituir um capital fundamental para um futuro mais rico, mais justo e mais diverso.

A Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), em colaboração com o ICOMOS Portugal promove a divulgação deste tema com a finalidade de impulsionar o diálogo intergeracional enquanto ferramenta de conhecimento, de desenvolvimento e de diversidade. Num mundo marcado pela globalização e pela mudança de paradigmas, mas também por assimetrias e clivagens profundas, a salvaguarda, interpretação e conservação do património e da diversidade cultural de qualquer lugar ou região em particular constitui um imperativo social e uma forma de valorizar as diferenças culturais e reforçar o conhecimento e respeito entre povos.

A  DGPC promove a divulgação do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, convidando as entidades públicas e privadas a associarem-se a esta comemoração e a realizarem iniciativas inovadoras eboas práticas no âmbito da temática proposta. Em 2018, foram mais de 600 iniciativas – entre acções de sensibilização, ateliers lúdicos e oficinas pedagógicas, espectáculos artísticos (música, dança, teatro), exibição de documentários e filmes, exposições, feiras e festivais, jogos tradicionais, lançamento de publicações, maratonas fotográficas, mostras gastronómicas, itinerários culturais, peddy papers e rally papers, sessões de leitura, visitas guiadas e visitas temáticas, workshops, palestras, conferências debates e seminários - organizadas por cerca de 540 entidades, em 160 concelhos.

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios
Património Cultural e Turismo Sustentável - 18 de abril de 2017

Em 2017, o tema proposto para o DIMS pelo ICOMOS Internacional foi Património Cultural e Turismo Sustentável. Esta escolha enquadra-se na definição pelas Nações Unidas do Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento e no contexto da Agenda de 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), aprovados pela Assembleia Geral da ONU em setembro de 2015, em reconhecimento ao grande potencial da indústria do turismo.

DGPC, em colaboração com o ICOMOS Portugal, promoveu a divulgação deste tema com a finalidade de celebrar os benefícios de uma relação global entre o desenvolvimento do turismo sustentável e o património cultural, assente em três pilares essenciais: social, ambiental, e económico.

A interação entre o crescimento turístico e a conservação ambiental; a salvaguarda do património; a gestão dos recursos endógenos; a afirmação identitária das comunidades; a criação de serviços e emprego; a cooperação de vários intervenientes (residentes, decisores políticos, gestores patrimoniais, agentes turísticos, …); foram alguns dos aspetos destacados no âmbito do tema proposto.

Numa época de marcada globalização económico-cultural, a gestão, a salvaguarda, apresentação e interpretação do Património, constituem um fator chave para o Turismo sustentável, na medida em que valorizam as diferenças culturais e reforçam o conhecimento e o respeito entre os povos. 

Este ano participaram no DIMS, 670 entidades, distribuídas por 176 concelhos do Continente e Arquipélagos da madeira e dos Açores, com cerca de 910 atividades (406 Visitas/percursos orientados; 94 Rotas patrimoniais/ itinerários culturais; 85 oficinas pedagógicas/ workshops; 59 Exposições; 52 Conferências; 50 Espetáculos artísticos; 165 Outras atividades), o que reflete o crescente sucesso desta iniciativa junto das populações.


Desporto, um Património Comum
Dia Internacional de Monumentos e Sítios - 16, 17 e 18 de abril de 2016

Em 2016, as comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, 18 de abril, tiveram como mote Desporto, um Património Comum

Ao adotar o mote proposto para este ano pelo ICOMOS Internacional – o Património do Desporto, a DGPC, em colaboração com o ICOMOS Portugal pretendeu enaltecer a importância cultural e social do desporto, destacar o papel insubstituível, ao longo da história, de inúmeras associações, clubes, autarquias, museus e outras organizações, públicas e privadas, na formação e consolidação da identidade de comunidades locais, regionais e nacionais, e também fazer ressaltar as diferentes formas de expressão do património associado ao desporto, seja em edifícios, em tradições ou em registos de diferente natureza. 

Nos dias 16, 17 e 18 de abril, realizaram-se em todo Território Continental e Regiões Autónomas mais de 750 atividades, distribuídas por 152 concelhos e promovidas por 610 entidades públicas e privadas.


Monumentos e Sítios: Conhecer, Explorar, Partilhar
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios - 18 de abril de 2015

Em 2015, o ICOMOS Internacional comemorou o seu 50º aniversário de existência. Associando-se a esta efeméride, a Direção-Geral do Património Cultural promoveu, em articulação com o ICOMOS Portugal, a programação do dia 18 de abril, subordinada ao tema Monumentos e Sítios: Conhecer, Explorar, Partilhar.

Conhecer, para melhor explorar a potencialidade dos recursos patrimoniais na sociedade contemporânea e partilhar o que nos rodeia, preservando a identidade local e a ligação às comunidades, face a um mundo cada vez mais globalizado, foram as motivações do DIMS 2015 celebrado em todo o Território Continental e Regiões Autónomas com mais de 600 atividades, distribuídas por 166 concelhos e promovidas por 622 entidades públicas e privadas.


Lugares de Memória
Dia Internacional de Monumentos e Sítios  -12 a 20 de abril de 2014

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), em colaboração com o ICOMOS Portugal promove em Portugal o tema Lugares de Memória, dentro do espírito de que na multiplicidade de funções, idades ou lugares, o Património guarda em essência uma natureza evocativa e de celebração. Reencontrar os valores e as memórias no manancial da história do património é o mote essencial para as atividades a organizar neste Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.

De 12 a 20 de Abril, por todo o Território Continental e Regiões Autónomas tiveram lugar 640 atividades distribuídas por 170 concelhos e promovidas por 345 entidades públicas e privadas.


Património+Educação=Identidade
Dia Internacional de Monumentos e Sítios 18 de abril 2013

O tema proposto para este ano pelo ICOMOS Internacional - 0 Património da Educação - teve como objetivo sensibilizar para a riqueza e complexidade do património relacionado com a educação nas suas várias expressões - edificado, móvel, integrado, arquivístico, iconográfico, fotográfico, imaterial e até urbano.

A Direção-Geral do Património Cultural promoveu em Portugal o tema Património + Educação = Identidade, focando a relação e a importância destas duas realidades paralelas. a do Património, nas suas diferentes facetas, e a da Educação, na sua vasta abrangência, fatores absolutamente indispensáveis na formação, na consolidação e na recuperação da Identidade, entendida aqui na sua aceção mais lata, a Identidade Cultural, expressa aos mais variados níveis.

Os desafios que se colocam às comunidades e às suas raízes identitárias, num mundo globalizado pela intensiva utilização das novas tecnologias e das comunicações em tempo real, levam-nos a questionar os limites que se nos colocam quotidianamente, quando confrontados com uma mediatização de referenciais standardizados. Reencontrar os valores e as memórias no manancial da história do património da educação, de que todos nós fizemos parte um dia e que hoje é um património vivo e utilizado, foi o mote essencial para as atividades organizadas neste Dia Internacional dos Monumentos e Sitios, que incluíram, naturalmente, também todas as habituais ações de sensibilização para o património.

Cerca de 490 atividades decorreram, por todo o Território Continental e Regiões Autónomas, para celebrar este  Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2013.
Distribuídas por 170 concelhos, 298 entidades públicas e privadas associaram-se à Direcção-Geral do Património Cultural ao ICOMOS Portugal nas comemorações deste ano.


Do Património Mundial ao Património Local: proteger e gerir a mudança
Dia Internacional de Monumentos e Sítios - 18 de abril de 2012

O tema proposto para este ano - Do Património Mundial ao Património Local: proteger e gerir a mudança -assinala uma relevante efeméride, o 40º aniversário da Convenção para a Proteção do Património Mundial, Cultural e Natural da UNESCO, no quadro da qual foi estabelecida a conhecida “Lista do Património Mundial”, tendo-se tornado um precioso instrumento para a cooperação internacional e nacional ao serviço da proteção e da valorização do património. A organização e discussão do Património Mundial, a nível internacional, vem-se refletindo na evolução de conceitos e metodologias, revertendo para as distintas realidades nacionais e para as práticas concretas e mais locais da conservação.
Ao mesmo tempo o tema proposto pretendeu chamar a atenção para o complexo desafio que hoje se coloca à proteção e gestão do património, numa época de marcada globalização económica e cultural, de profundas transformações sociais e de mudança de paradigmas. Os reflexos e relações entre as dimensões internacionais e as práticas locais, nos seus diferentes âmbitos e escalas, as necessárias novas abordagens perante os novos desafios que se colocam à salvaguarda do nosso património e à boa gestão dos inevitáveis processos de mudança darão, assim, o mote essencial para as atividades a organizar no Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que incluirão naturalmente as habituais ações de sensibilização para o património. 
Mais de 500 atividades marcaram, em Portugal, a 18 de Abril, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.
Cerca de 304 entidades e 113 autarquias associaram-se ao IGESPAR,I.P. e ao ICOMOS Portugal nas comemorações deste ano.


Água: cultura e património
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios – 18 de abril de 2011

Cartaz DIMS 2011

O tema escolhido para o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios de 2011 - Água: cultura e património – constituiu uma oportunidade de reflexão sobre a água e o universo patrimonial que lhe está associado, e cujo valor deve ser reconhecido por todos.
A actividade humana relacionada com a água tem dado origem a elementos tão diversificados como as paisagens litorais, fluviais e subaquáticas, o património náutico, o património arquitectónico e arqueológico, o património industrial, não esquecendo a sua importância enquanto fonte de inspiração nas mais diferentes áreas de produção cultural (pintura, escultura, literatura, etc.).
Com base neste tema, 423 entidades públicas e privadas promoveram a realização de 510 actividades, que decorreram em 200 concelhos/localidades.


Património Rural/Paisagens Culturais
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios – 18 de abril de 2010

Cartaz DIMS 2011

Para assinalar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios de 2010, e tendo por base a proposta do ICOMOS, o IGESPAR lançou o tema Património Rural/Paisagens Culturais.

A actividade agrícola, que testemunha há milénios a evolução das sociedades humanas, seus ambientes naturais, culturas e paisagens, tem conduzido à transformação gradual de espaços naturais e áreas selvagens através da aplicação de conhecimentos tradicionais e científicos. 
Tendo por objectivo sensibilizar do público para este universo patrimonial, foi apresentada uma programação que incluiu 480 actividades, distribuídas por 165 concelhos/localidades e que contaram com a participação de 420 entidades públicas e privadas.


Património e Ciência
Dia Internacional de Monumentos e Sítios - 18 de abril de 2009

Em complemento à declaração, pelas Nações Unidas, de 2009 como Ano Internacional da Astronomia, o ICOMOS elegeu “Património e Ciência” como tema estruturante do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios de 2009, com o objectivo de proporcionar uma oportunidade de reflexão e de reconhecimento do papel da ciência (e da tecnologia) no património cultural, e, ainda, de incentivar a discussão sobre os potenciais benefícios da ciência no futuro no tocante à salvaguarda e à conservação do património.
O programa nacional do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios de 2009 contou com cerca de 450 eventos culturais, distribuídos por 150 localidades e promovidos com a participação de 300 entidades públicas e privadas.
Com efeito, de ano para ano, tem-se verificado um incomparável acréscimo do número de entidades participantes nas actividades comemorativas do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, bem como uma maior abrangência geográfica do Programa Nacional.


Património Religioso e Espaços Sagrados
Dia Internacional de Monumentos e Sítios - 18 de abril de 2008

Em 2008, o tema eleito pelo ICOMOS - “Património Religioso e Espaços Sagrados” – teve como objectivo contribuir para o reconhecimento, protecção e valorização dos edifícios e obras de arte religiosas, bem como de todos os espaços investidos de valor sagrado pelas respectivas comunidades humanas. O dia 18 de Abril de 2008 foi uma ocasião para chamar a atenção pública para as várias dimensões do conhecimento, conservação e fruição deste vasto património que marca a paisagem do território português. O Igespar pretendeu incentivar a cooperação entre instituições através do estabelecimento de pontes e diálogos com autoridades religiosas, municípios, universidades, escolas, associações, e outras entidades, públicas e privadas, que aceitaram o desafio de desenvolver actividades e partilhar experiências que contribuíram para a salvaguarda e valorização do Património Religioso e dos Espaços Sagrados. O programa nacional foi constituído por 400 iniciativas culturais, que abrangeram todo o Território Continental e as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, nomeadamente 150 localidades, e contou com a colaboração de 287 entidades públicas e privadas.


Território: um património plural
Dia Internacional de Monumentos e Sítios - 18 de abril de 2007

Em 2007, através do tema “Território: um património plural” explorou-se a ideia-base de que todas as comunidades possuem os seus monumentos de referência, mas que é importante ter em consideração que tais realizações não estão isoladas do tecido cultural que as envolve e que as justifica. “Sair” do monumento e tentar compreendê-lo nas múltiplas vertentes que caracterizam a sua envolvente, com metodologias de acção adaptadas à própria heterogeneidade dos “públicos do património”, foi o desafio lançado às comunidades e aos seus agentes dinamizadores. As 200 actividades do programa abrangeram todo o Território Continental e as Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, nomeadamente 60 Localidades/Concelhos, e contaram com a participação de mais de 100 entidades públicas e privadas.


Jovens de Hoje – Património de Amanhã
Dia Internacional de Monumentos e Sítios - 18 de abril de 2006

Em 2006, o tema “Jovens de Hoje – Património de Amanhã” proporcionou uma chamada especial de atenção para a desejável abertura dos Monumentos e Sítios às Escolas, às crianças e aos jovens, através de uma programação especial de cativação do público infantil e juvenil para o legado cultural, considerando que os sentimentos de identidade cultural e de pertença a um passado comum se desenvolvem, principalmente, na infância e na juventude, e que é a partir da educação e sensibilização dos mais jovens que se pode gerar uma sociedade mais solidária na defesa dos vestígios materiais do passado.