Saltar para o conteúdo principal da página
Património Mundial

Processo de Confeção da Louça Preta de Bisalhâes

Descrição

“Bisalhães, em Portugal, é conhecida como “a terra dos produtores de potes e panelas” ou, mais especificamente, o local onde é produzido o barro preto. Executada com fins decorativos e para confeção dos alimentos, a prática tradicional encontra-se inscrita no brasão de armas da aldeia e constitui parte integrante da identidade da comunidade, sendo os antigos métodos ainda hoje utilizados para criar peças semelhantes às do passado. A produção de louça preta comporta vários passos. Primeiro, a argila é esmagada com um martelo de madeira num tanque de pedra antes de ser peneirada. Depois de acrescentar água, o barro é amassado, as várias partes da peça moldadas e a peça é alisada com um seixo e decorada com diversos motivos. Finalmente, as peças são cozidas em fornos ao ar livre. A divisão do trabalho tem evoluído ao longo do tempo, sendo a preparação da argila atualmente executada pelos homens, enquanto as mulheres procedem à decoração. Além disso, a argila usada no processo é hoje proveniente de fábricas de telha locais em vez de ser extraída de poços. Transmitida quase exclusivamente através de laços de parentesco, o futuro da prática encontra-se em perigo devido a um número decrescente de artesãos, diminuto interesse das gerações mais novas para continuar a tradição e a procura generalizada de recipientes alternativos produzidos de forma industrial” (Comissão Nacional da Unesco).