Saltar para o conteúdo principal da página

Chalet Faial (incluindo toda a área de terraço e muros) - detalhe

Designação

Designação

Chalet Faial (incluindo toda a área de terraço e muros)

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Cascais / Cascais e Estoril

Endereço / Local

Rua Frederico Arouca
Cascais

Número de Polícia: 175-175 A

Alameda Duquesa de Palmela
Cascais

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 740-S/2012, DR, 2.ª série, n.º 248 (suplemento), de 24-12-2012 (ver Portaria)
Relatório final do procedimento elaborado em 11-07-2012
Aviso n.º 4682/2012, DR, 2.ª série, n.º 63, de 28-03-2012 (ver Aviso)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Despacho de concordância de 23-11-2011 do diretor do IGESPAR, IP
Parecer favorável de 10-10-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 12-07-2011 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo para a classificação como MIP
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Edital N.º 509/06 de 12-07-2006 da CM de Cascai, publicado no Boletim Municipal de 20-07-2006
Despacho de 5-01-2006 da vice-presidente do IPPAR a determinar a abertura de procedimento de classificação de âmbito nacional
Proposta de 23-07-2004 da DR de Lisboa para que fosse ouvido o órgão consultivo
Pedido de parecer de 11-09-2003 da CM de Cascais sobre a eventual classificação como de IM
Deliberação de 18-11-2002 da CM de Cascais a determinar o interesse na classificação como de IM

ZEP

Portaria n.º 740-S/2012, DR, 2.ª série, n.º 248, de 24-12-2012 (sem restrições) (ZEP do Chalet Faial, do Palácio Palmela e do Forte de Nossa Senhora da Conceição (restos das muralhas)) (ver Portaria)
Aviso n.º 4682/2012, DR, 2.ª série, n.º 63, de 28-03-2012 (ver Aviso)
Parecer favorável de 10-10-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 12-07-2011 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo para a fixação da ZEP conjunta do Chalet Faial, do Palácio Palmela e dos restos do Forte de Nossa Senhora da Conceição

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Propriedade dos marqueses do Faial (filhos do duque de Palmela), o chalet, que ficou conhecido por este título, encontra-se implantado junto ao baluarte de Nossa Senhora da Conceição, opondo-se, precisamente, ao palacete Palmela. Este, tem vindo a ser considerado uma dos primeiras e mais significativas residências de veraneio construídas em Cascais depois do rei D. Luís ter recuperado a Cidadela, iniciando assim a transformação desta vila piscatória numa das mais prestigiadas estâncias de veraneio da corte. Seguindo o exemplo do monarca, as principais famílias do reino adoptaram Cascais, mandando edificar habitações próprias à beira-mar, como foi o caso dos marqueses de Faial.
Quando o Chalet Faial foi construído já a residência dos Palmela se impunha no promontório da Conceição, marcando visualmente toda esta área, e influenciando decisivamente o projecto posterior. Concebido como uma "réplica adaptada" do palacete contíguo, o Chalet Faial, desenhado por José Luís Monteiro, remonta a 1896 (HENRIQUES DA SILVA, 1988, p. 68). É notória a importância da sua localização em termos de projecto, pois cada pormenor arquitectónico tira partido da paisagem envolvente, principalmente em termos de vãos, que se abrem em enquadramentos criteriosamente pensados. O edifício apresenta uma multiplicidade de fachadas, em aparelho rústico, rematadas por telhados de duas águas com águas furtadas. No interior, organiza-se a partir de um corredor central de distribuição dos espaços.
(RC)

Imagens

Bibliografia

Título

Cascais

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

SILVA, Raquel Henriques da