Saltar para o conteúdo principal da página

Terreiro da Batalha do Ameixial - detalhe

Designação

Designação

Terreiro da Batalha do Ameixial

Outras Designações / Pesquisas

Terreiro e Padrão da Batalha do Ameixial (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Évora / Estremoz / Ameixial (Santa Vitória e São Bento)

Endereço / Local

-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 16/2011, DR, 1.ª série, n.º 101, de 25-05-2011 (sem restrições) (ver Decreto)
Declaração de rectificação n.º 467/2011, DR, 2.ª série, n.º 39, de 24 de Fevereiro (ver Declaração)
Procedimento prorrogado até 31-12-2011 pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30 de Dezembro (ver Despacho)
Despacho de homologação de 11-03-2010 do Secretário de Estado da Cultura
Edital de 19-08-2009 da CM de Estremoz
Pareceres de 23-04-2008 e de 7-01-2009 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P. a propor a classificação como MN
Edital de 22-05-2007 da CM de Estremoz
Despacho de abertura de 19-02-2007 do presidente do IPPAR
Nova proposta de classificação 4-12-2006 do EME
Despacho de revogação de 20-04-2006 da vice-presidente do IPPAR
Despacho de abertura de 15-12-2204 do presidente do IPPAR
Proposta de classificação 11-02-2004 do EME

ZEP

Declaração de retificação n.º 12/2013, DR, 2.ª série, n.º 5, de 8-01-2013 (esclarece que a ZEP é ZNA) (ver Declaração)
Portaria n.º 461/2012, DR, 2.ª série, n.º 183, de 20-09-2012 (ver Portaria)
Despacho de homologação de 11-03-2010 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer de 7-01-2009 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 6-08-2008 da DR de Évora

Zona "non aedificandi"

Declaração de retificação n.º 12/2013, DR, 2.ª série, n.º 5, de 8-01-2013
Portaria n.º 461/2012, DR, 2.ª série, n.º 183, de 20-09-2012

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Juntamente com Elvas e Montes Claros, o campo de batalha do Ameixial, 5 km a oeste de Estremoz, foi um dos palcos principais das refregas da Guerra da Restauração. O nome da povoação, conhecida a partir deste momento por Santa Vitória do Ameixial, testemunha a grande e fundamental vitória portuguesa diante das tropas espanholas. No ano de 1663, as tropas inimigas, comandadas por D. João de Áustria, simularam o interesse em sitiar Vila Viçosa, enquanto se dirigiam de facto para Estremoz e daí para Évora. A cidade rendeu-se a 22 de Maio, ficando mais perto a conquista da própria capital. O Conde de Vila Flor, desafiando os castelhanos, acabou por colocar os seus homens nas proximidades de Estremoz, nos campos elevados do Ameixial, onde finalmente recebeu a investida. O renhido combate resultou numa retumbante vitória dos portugueses, seguramente das mais importantes deste período histórico. No local onde decorreu, no sopé da Serra Murada, também conhecido como "outeiro dos ataques", na estrada para a Vila do Cano, foi levantado um padrão comemorativo da vitória. Foi mais tarde mudado para a Estrada Nacional 245, onde se encontra hoje. SML

Imagens