Saltar para o conteúdo principal da página

Cruzeiro de Eiras - detalhe

Designação

Designação

Cruzeiro de Eiras

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Cruzeiro

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Vila Real / Chaves / Eiras, São Julião de Montenegro e Cela

Endereço / Local

-- -
Eiras

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 37 728, DG, I Série, n.º 4, de 5-01-1950 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O cruzeiro de Eiras inscreve-se na categoria dos denominados cruzeiros de encruzilhadas, pois encontra-se implantado no centro de um largo onde se cruzam quatro caminhos. Símbolo de fé, os cruzeiros protegem os caminhantes, conferindo uma dimensão sagrada e cristã ao local onde são implantados, ou assinalando um determinado acontecimento.
De linhas muito depuradas, o de Eiras não exibe qualquer representação escultórica, com a cruz apoiada sobre o plinto de secção quadrada que, por sua vez, se ergue sobre cinco degraus. Há a assinalar apenas o remate dos braços da cruz, em flor-de-lis. No plinto, uma inscrição indica o ano em que o cruzeiro foi executado - 1650 - e, muito possivelmente, remodelado - 1783.
(RC)

Bibliografia

Título

Os pelourinhos e os cruzeiros, Arte Portuguesa, As Artes Decorativas (dir. João Barreira), pp. 75-104

Local

Lisboa

Data

-

Autor(es)

CHAVES, Luís