Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de Nossa Senhora da Ribeira, seus retábulos e esculturas - detalhe

Designação

Designação

Capela de Nossa Senhora da Ribeira, seus retábulos e esculturas

Outras Designações / Pesquisas

Capela de Nossa Senhora da Ribeira (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Aveiro / Oliveira de Azeméis / Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz

Endereço / Local

Lugar de Covais
Pinheiro da Bemposta

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 1/86, DR, I Série, n.º 2, de 3-01-1986 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Situada junto ao rio Antuã, a Capela de Nossa Senhora da Ribeira foi fundada em 1611 pelo dominicano Frei Sebastião da Ascenção, bispo de Cabo Verde, no ano da sua sagração, substituindo um antigo templo dedicado à padroeira, edificado pelos seus antepassados (GONÇALVES, A. Nogueira, 1959).
É uma pequena igreja rural de gosto maneirista, disposta longitudinalmente, cuja planta é composta por três volumes, correspondentes à galilé, ao espaço da nave e à capela-mor.
A sua estrutura, muito simples, é antecedida pela galilé em forma de alpendre, aberta nos três alçados e rematada em empena. A fachada principal é rasgada ao centro por portal de moldura rectangular, ladeado por duas janelas rectangulares e rematado com friso, sobre o qual foi aberto um nicho onde se insere a imagem da padroeira do templo, possivelmente procedente do templo primitivo.
O espaço interior da capela, de nave única, é coberto por tecto de madeira. Junto ao arco formeiro foram edificados dois nichos com as imagens de Santo André, do lado do Evangelho, e São Sebastião, no espaço fronteiro.
A capela-mor, um espaço bastante profundo, é também coberta por tecto de madeira. No espaço do altar foi gravada, à esquerda, a inscrição referente à fundação da capela (Idem, ibidem), e à direita foi colocada a pedra de armas do bispo encomendante.
Sobre este foi edificado o retábulo pétreo, dividido em dois registos, que apresenta vestígios de policromia dourada. No primeiro registo, ao centro, foi esculpido o relevo da Visitação, ladeado por santos dominicanos, correspondendo-lhes no registo superior a Virgem com o Menino, ladeada por São Domingos e São Gonçalo. Junto ao retábulo foram colocadas duas estátuas orantes, representando o encomendante Frei Sebastião da Ascensão, e a sua mãe.
Embora seja evidente que este conjunto deriva dos modelos da denominada escola da "Renascença coimbrã tardia", denota-se já uma degeneração maneirista dos módulos mondeguinos.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/ Julho de 2005

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Aveiro

Local

Lisboa

Data

1959

Autor(es)

GONCALVES, António Nogueira