Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Purificação - detalhe

Designação

Designação

Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Purificação

Outras Designações / Pesquisas

Igreja de Nossa Senhora da Purificação, paroquial de Pontével
Igreja de Pontével / Igreja Paroquial de Pontével / Igreja de Nossa Senhora da Purificação(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Santarém / Cartaxo / Pontével

Endereço / Local

-- -
Pontével

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 29/84, DR, I Série, n.º 145, de 25-06-1984 (classificou a Igreja) (ver Decreto)
Edital N.º 11/82 de 29-03-1982 da CM do Cartaxo
Despacho de concordância de 8-03-1982 do Secretário de Estado da Cultura
Despacho de concordância de 26-02-1982 da presidente do IPPC
Parecer de 16-02-1982 do Conselho Consultivo do IPPC a propor a classificação como IIP
Proposta de classificação de 15-09-1981 da CM do Cartaxo, na sequência de proposta da JF de Pontével
Decreto n.º 23 014, DG n.º 198, de 01-09-1933 (classificou a pia baptismal e a pia de água benta)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Depois da tomada de Santarém em 1147, D. Afonso Henriques recompensou os Cruzados que o auxiliaram na reconquista da cidade doando-lhes terras. Os Cavaleiros da Ordem de Malta, ou do Hospital, receberam a Igreja de São João do Alporão como sede de uma comenda, à qual se juntaria uma outra comenda que integrava os lugares de Pontével, Ereira e Lapa.
O primeiro foral da povoação de Pontével data de 1194, sendo doado por D. Sancho I, que no ano seguinte reformulou a doação, executando nova carta foralenga. Em 1218 D. Afonso II dou-lhe um terceiro foral.
Durante a Idade Média, a vila de Pontével era considerada uma das mais rentáveis comendas da Ordem de Malta, o que atesta a sua importância. Embora se desconheça a data exacta da fundação da sua igreja matriz, a referência documental mais antiga feita a este templo data de 1302, quando o Prior da ordem, D. Garcia Martins, apresentou como pároco daquela povoação o padre Pero Martins.
A actual estrutura do templo data do início do século XVII, quando o comendador de São João do Alporão, António Boto Pimentel, mandou reedificar a Igreja de Nossa Senhora da Purificação. O templo, cuja planimetria se desenvolve longitudinalmente, apresenta na fachada uma curiosa estrutura de aparelho rústico, que relembra os templos mendicantes, embora se distinga a estrutura clássica do seu portal, sobre o qual foi aberto um óculo. Do lado direito do frontispício foi adossada uma torre sineira, semelhante à estrutura da fachada.
O espaço interior, de nave única coberta com tecto de madeira, contrasta com a severidade da fachada pela exuberância do programa decorativo. As paredes laterais são totalmente revestidas por painéis de azulejos polícromos seiscentistas, com dois padrões sobrepostos, apresentando junto ao arco triunfal pequenas composições. O coro-alto, apoiado em colunas toscanas, apresenta vestígios de pintura de brutesco.
A capela-mor, de planta quadrada, é coberta por uma abóbada de berço pintada com a figura de Nossa Senhora da Conceição, sendo o seu espaço também coberto por painéis de azulejos polícromos de padrão, de manufactura seiscentista. O retábulo-mor, de talha dourada de estilo nacional, foi executado e montado nos primeiros anos do século XVIII.
No interior do templo destacam-se ainda a pia baptismal e a pia de água benta, duas peças de lavor manuelino.
Catarina Oliveira
IPPAR/2005

Bibliografia

Título

Ribatejo Histórico e Monumental

Local

Lisboa

Data

1938

Autor(es)

CÂNCIO, Francisco

Título

Azulejaria em Portugal no século XVII

Local

Lisboa

Data

1971

Autor(es)

SIMÕES, J. M. dos Santos

Título

Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Purificação de Pontével

Local

Pontével

Data

1979

Autor(es)

PEGO, Maria Zelinda Duarte

Título

Inventário Artístico de Portugal - Aveiro, Beja, Coimbra, Évora, Leiria, Portalegre, Porto e Santarém

Local

Lisboa

Data

2000

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos