Saltar para o conteúdo principal da página

Lago, fontes e escadaria que restam da Quinta da Prelada - detalhe

Designação

Designação

Lago, fontes e escadaria que restam da Quinta da Prelada

Outras Designações / Pesquisas

Casa da Quinta da Prelada(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Conjunto

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Porto / Ramalde

Endereço / Local

Rua do Monte dos Burgos
Porto

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 28 536, DG, I Série, n.º 66, de 22-03-1938 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Quinta da Prelada situa-se na área do actual parque da cidade do Porto, integrando a Mata da Prelada, com árvores centenárias, antiga propriedade da família. Foram estes seus primeiros proprietários quem promoveu, entre 1743 e 1758, a construção de uma residência de verão na quinta, obra entregue ao italiano Nicolau Nasoni. À quinta acede-se por um portão armoriado da época, robusto e imponente, ostentando a meio do frontão curvo o brasão da família. Também a Nasoni se deve o traçado do jardim com labirinto de bucho, de acordo com o gosto oitocentista, e de todo o envolvimento paisagístico da casa. Pela mata sucedem-se fontes, chafarizes e lanços de escadarias, em granito. No recinto do lago, numa pequena ilha, ergue-se um castelinho de recreio, constituído por um corpo circular ameado com um torreão a eixo. O lago é enquadrado pela imponente e amena paisagem projectada por Nasoni, onde se encontra hoje o parque de campismo da Prelada. A construção deste parque municipal resulta justamente da aquisição da quinta pela Câmara Municipal do Porto, que procedeu ao deslocamento de alguns elementos da propriedade, cortada pela via de cintura interna da cidade, para a Foz do Douro. É o caso de um chafariz, conhecido como fonte do cágado, actualmente recolocado no Passeio Alegre. SML

Imagens