Saltar para o conteúdo principal da página

Restaurante Comercial - detalhe

Designação

Designação

Restaurante Comercial

Outras Designações / Pesquisas

Edifício na Rua do Infante D. Henrique, n.º 77 a 79(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Restaurante

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Porto / Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória

Endereço / Local

Rua do Infante D. Henrique
Porto

Número de Polícia: 77-79

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 29/84, DR, I Série, n.º 145, de 25-06-1984 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Em pleno centro histórico da cidade e considerado como um dos mais prestigiados restaurantes do Porto, o Restaurante Comercial foi fundado em 1894 pelo mestre de cozinha espanhol Manuel Recarey Antelo.
Situado desde 1907 no piso térreo de um belíssimo edifício de alvores de 1900, possui como característica estética dominante uma harmoniosa articulação entre as linguagens Neoclássica e Arte Nova.
Na fachada principal, virada a Norte, há a destacar um corpo, ligeiramente avançado, modulado em vidro e ferro forjado. A porta de vai-vem que dá acesso ao interior, possui moldura em carvalho americano, material que também contorna as formas classicizantes da montra. No espaço interior, onde está bem marcada a apetência Art Nouveau, mantêm-se as características originais, patentes nos lambrins em carvalho americano e na boiserie, típicos deste estilo. As paredes possuem apontamentos decorativos em estuque, sendo percorridas por espelhos de avultadas dimensões. Outros elementos, como os candeeiros em ferro forjado, seguem o mesmo figurino estético, apesar de não corresponderem aos originais colocados quando da construção do edifício, uma vez que são provenientes da casa de modas portuense Mattos & Serpa Pinto.
Em finais da década de sessenta, o restaurante é transformado em pastelaria e casa de chá, sendo que em 1982 é alvo de um processo de remodelação da autoria do Arquitecto António Menéres, com o objectivo de preservar as características intrínsecas do edifício, sendo ainda devolvida ao restaurante a sua função original.

Imagens

Bibliografia

Título

Património Arquitectónico e Arqueológico Classificado, IPPAR, vol. II

Local

Lisboa

Data

1993

Autor(es)

LOPES, Flávio

Título

Porto a Património Mundial - Processo de Candidatura da Cidade do Porto à Classificação pela UNESCO como Património Cultural da Humanidade

Local

-

Data

1993

Autor(es)

LOZA, Rui Ramos

Título

Inventário Artístico de Portugal: Cidade do Porto

Local

Lisboa

Data

1995

Autor(es)

QUARESMA, Maria Clementina de Carvalho