Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja do Convento de Santo António - detalhe

Designação

Designação

Igreja do Convento de Santo António

Outras Designações / Pesquisas

Convento de Santo António / Hotel Convento de Alter(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Portalegre / Alter do Chão / Alter do Chão

Endereço / Local

Rua de Santo António
Alter do Chão

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 8/83, DR, I Série, n.º 19, de 24-01-1983 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A construção da igreja do antigo Convento de Santo António, cuja estrutura ainda se mantém anexa ao templo, teve início a 8 de Outubro de 1617, dia em que o Duque D. Teodósio lançou a primeira pedra do novo edifício. Sabe-se, no entanto, que os frades habitavam neste local desde 1614, pertencendo o convento à Província da Piedade.
Não sabemos em que época terá ficado concluída a igreja, mas as sepulturas que se encontram no seu interior ajudam a balizar esta edificação que estaria terminada, muito possivelmente, na década de 1640, pois uma das lápides tumulares data de 1648 (KEIL, 1943, p. 6). São, no entanto, evidentes, todas as alterações introduzidas na centúria seguinte, adaptando este templo ao gosto e linguagem barroca, que se fazia sentir no país e na própria vila de Alter, com edificações tão significativas como a igreja do Senhor Jesus do Outeiro, os diferentes chafarizes ou as muitas casas de habitação, entre as quais ganha especial importância a do Álamo.
A fachada principal sofreu alterações já no século XX, mas podemos observar como originalmente o arco de volta perfeita permitiria o acesso a uma galilé, ainda assim descrito por Luís Keil, em 1943 (IDEM). Foi entaipado em data posterior, abrindo-se um portal de verga recta. Sobre o arco, estão os emblemas da Ordem e, no registo superior, três janelas. As laterais cegas, ou entaipadas em época incerta, são encimadas por uma espécie de frontão contracurvado, em alvenaria. A central, de linhas rectas, é sobrepujada por um painel de azulejos azul e branco, representando Santo António. Sobre a empena, o frontão recortado é flanqueado por duas altas sineiras.
No interior, a decoração é claramente setecentista, e o emblema real sobre o arco triunfal, bem como a abertura da capela do Senhor da Boa Viagem (actual Senhor dos Passos), em 1784, por iniciativa de João Álvares Barreto (aí sepultado) deverá indicar uma nova campanha de obras. Na realidade, o primeiro elemento referido denuncia um concheado próprio da segunda metade do século XVIII, época a que poderão remontar, igualmente, os retábulos laterais e o altar-mor, em mármore branco e negro, com apontamentos a dourado. SML

Imagens

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal - vol. I (Distrito de Portalegre)

Local

Lisboa

Data

1943

Autor(es)

KEIL, Luís