Saltar para o conteúdo principal da página

Quinta Alegre, com o palácio, jardins e construções ou elementos decorativos nela existentes - detalhe

Designação

Designação

Quinta Alegre, com o palácio, jardins e construções ou elementos decorativos nela existentes

Outras Designações / Pesquisas

Palácio do Marquês do Alegrete / Casa da Quinta Alegre / Casa da Quinta do Marquês do Alegrete / Centro de Formação Profissional da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Quinta

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Santa Clara

Endereço / Local

Campo das Amoreiras
Lisboa

Número de Polícia: 94

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Em 5-02-2007 a SCML informou estar empenhada em elaborar um projecto para promover o restauro do imóvel
Edital N.º 47/99 de 5-07-1999 da CM de Lisboa
Despacho de homologação e autorização de 10-07-1998 do Ministro da Cultura
Proposta de 26-06-1998 do IPPAR para a alteração da delimitação
Decreto n.º 129/77, DR, I Série, n.º 226, de 29-09-1977 (esclareceu que a classificação se refere à quinta com o palácio, jardins e construções ou elementos decorativos nela existentes) (ver Decreto)
Decreto n.º 44 452, DG n.º 152, de 5-07-1962 (classificou a Quinta Alegre) (ver Decreto)
Despacho de homologação de 14-01-1975 do Secretário de estado da Cultura e Educação Permanente
Parecer de 3-01-1975 da 4.ª Subsecção da 2.ª Secção da JNE a eclarecer que a classificação à quinta com o palácio, jardins e construções ou elementos decorativos nele existentes
Despacho de homologação de 30-07-1957Parecer de 19-07-1957 da 1.ª Subsecção da 6.ª Secção da JNE a propor a classificação como IIP
Proposta de classificação de 3-07-1957 do proprietário

ZEP

(A ZEP só entra em vigor se for publicado o diploma no DR)
Edital N.º 25/97 de 17-01-1997 da CM de Lisboa
Despacho de concordãncia de 17-07-1981 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer favorável de 10-07-1981 da Comissão "ad hoc" do IPPC
Proposta de 28-04-1981 da DGEMN

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Erguida na primeira metade do séc. XVIII pelos Marqueses do Alegrete, esta casa solarenga de veraneio, denominada Quinta Alegre, desenvolve-se em planta longitudinal com volumes articulados.
O alçado norte de corpo único dividido em dois andares - com 8 janelas rectangulares protegidas por gradeamento no piso térreo, e com janelas de sacada e gradeamento de ferro forjado no piso superior - apresenta nos extremos cunhais de cantaria e nos panos de parede pilastras.
A entrada para a quinta é realizada através de um portão de ferro forjado com moldura de cantaria e pináculos que dá acesso para o pátio. A partir deste recinto - com muros envolventes decorados com azulejos de tipo tapete de cromatismo azul e branco e figuras recortadas que produzem um interessante efeito cenográfico - podemos observar quer a fachada lateral deste solar joanino - pombalino, quer um conjunto de dependências de serviço localizadas num edifício térreo. SML

Imagens