Saltar para o conteúdo principal da página

Casa de Quintela, incluindo todo o conjunto rural construído que a integra e o jardim - detalhe

Designação

Designação

Casa de Quintela, incluindo todo o conjunto rural construído que a integra e o jardim

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Casa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Mangualde / Quintela de Azurara

Endereço / Local

Largo de Francisco de Tavares
Quintela de Azurara

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Não se conhece ao certo a que época remonta a edificação de um solar neste local, mas é muito provável que a sua construção possa ser recuada ao período medieval. O imóvel que hoje conhecemos é, no entanto, bem mais tardio, datando da segunda metade do século XVIII. Trata-se de uma reconstrução da casa que aí existia anteriormente e sobre a qual se sabe ter tido uma torre, que caiu em 1717. Teria o presumível avançado estado de degradação do imóvel conduzido a sua reconstrução já na segunda metade de Setecentos?
Apesar de ter reunido famílias tão significativas como os Morais, Pintos, Melos, Ataídes, Arriagas, Tavares e Cabrais, o solar de Quintela pauta-se por uma enorme depuração arquitectónica. Desenvolve-se em dois pisos, com a fachada principal marcada pela abertura de portas e janelas rectangulares, de dimensão reduzida, no nível térreo, a que corresponde igual número de janelas no andar superior, evidenciando um tratamento mais cuidado apenas por terem a verga abaulada e não recta. No interior, conserva-se o oratório que substituiu a antiga capela.
No conjunto da quinta há ainda a assinalar o portão de entrada, de construção relativamente recente, rematado por frontão de volutas, com as armas dos Morais e Pintos. Actualmente funciona como Turismo de Habitação.
(Rosário Carvalho)

Imagens

Bibliografia

Título

Casas solarengas do Concelho de Mangualde

Local

Mangualde

Data

1995

Autor(es)

CARDOSO, Anabela dos Santos Ramos