Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja e edifício da Misericórdia da Azambuja - detalhe

Designação

Designação

Igreja e edifício da Misericórdia da Azambuja

Outras Designações / Pesquisas

Igreja do Espírito Santo / Edifício e Igreja da Santa Casa Misericórdia de Azambuja(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Azambuja / Azambuja

Endereço / Local

-- -
Azambuja

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 31/83, DR, I Série, n.º 106, de 9-05-1983 (ver Decreto)
Edital N.º 23/82 de 4-05-1982 da CM de Azambuja
Parecer de 4-12-1981 da Assessoria Técnica do IPPC a propor a classificação como IIP da Igreja e edifício da Misericórdia da Azambuja
Proposta de de 24-11-1981 do IPPC para a classificação da Igreja da Misericórdia da Azambuja

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A vila de Azambuja, inicialmente denominada por "Vila Franca", foi fundada por D. Sancho I em 1200, que concedeu a povoação a D. Rolim, um cruzado flamengo. Na segunda metade do século XIII, a vila era governada pelo alcaide Rui Fernandes, que em conjunto com a sua mulher D. Elvira Esteves, executou em 1272 o primeiro foral, que consignava a regulamentação da vida da comunidade, tanto no centro urbano como no seu termo.
O primeiro hospital da vila foi instituído em 1304 por Pedro Estevães do Sobral e sua mulher, Esteva Fernandes, que nesta data fundaram um hospital. Esta hospedaria foi entregue à irmandade do Espírito Santo, que edificou capela própria no espaço adjacente, funcionando em peno nas centúrias seguintes.
Em 1552 os irmãos do Espírito Santo decidiram fundar uma irmandade da Misericórdia em Azambuja, com sede na sua capela. À semelhança do que aconteceu em muitas localidades do país, a Misericórdia foi autorizada posteriormente por provisão régia, passando a administrar os organismos de assistência já existentes na vila. Desta forma, tanto a Irmandade do Espírito Santo como o seu hospital passaram para a alçada da Misericórdia.
O templo da irmandade terá sido transformado posteriormente, talvez já No início do século XVII, segundo um projecto de gosto maneirista. Os espaços da capela e do edifício da irmandade estão dispostos de forma contígua, desenvolvendo-se longitudinalmente.
O templo apresenta um modelo estrutural muito semelhante às igrejas de Misericórdia construídas na mesma época, com planta de nave única, formando um espaço unitário articulado com a capela-mor. A fachada, cuja estrutura apresenta um registo único, possui ao centro um portal de moldura rectangular ladeado por pilastras e encimado por frontão esculpido em 1701, segundo data inscrita no mesmo, rematado por cruz e pináculos e enquadrando o escudo de Portugal ladeado por duas esferas armilares.
Do lado esquerdo da fachada foi colocada a sineira, também rematada por frontão triangular. A fachada lateral do templo apresenta no registo superior duas janelas de sacada, com guarda de ferro e moldura rectangular rematada por friso.
O interior, de nave única, possui coro-alto e púlpito, do lado do Evangelho. O espaço é coberto por tecto de dois panos. Junto ao arco triunfal, decorado com talha dourada, foram edificados os altares colaterais, de talha rococó policroma. A capela-mor, coberta por abóbada de berço, alberga ao centro o altar principal, de talha barroca dourada.
No espaço exterior à igreja subsiste ainda o claustro hospitalar, de planta rectangular com apenas um piso, aberto por arcada de volta perfeita assente sobre colunas toscanas.
Catarina Oliveira
GIF/ IPPAR/ 2005

Imagens

Bibliografia

Título

Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa

Local

Lisboa

Data

1963

Autor(es)

AZEVEDO, Carlos de, FERRÃO, Julieta, GUSMÃO, Adriano de

Título

Corografia Portuguesa e descripçam topographica do famoso Reyno de Portugal

Local

Lisboa

Data

1712

Autor(es)

COSTA, Pe. António Carvalho da

Título

Ecos de confraternidade: Hospital do Espírito Santo, Irmandade do Espírito Santo, Irmandade do Senhor Jesus da Misericórdia Santa Casa da Misericórdia de Azambuja

Local

Azambuja

Data

2002

Autor(es)

PEREIRA, José António Machado

Título

O Concelho de Azambuja nas Memórias Paroquiais de 1758, Boletim Cultural da Assembleia Distrital de Lisboa, n.º 91. tomo II, pp. 273-351

Local

Lisboa

Data

1989

Autor(es)

SOARES, Maria Micaela