Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de Santo António - detalhe

Designação

Designação

Capela de Santo António

Outras Designações / Pesquisas

Capela de Santo António (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Beja / Almodôvar / Almodôvar e Graça dos Padrões

Endereço / Local

Caminho de Ourique (antigo)
Almodôvar

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 251/70, DG, I Série, n.º 129, de 3-06-1970 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Capela de Santo António de Almodôvar, hoje totalmente arruinada, fica situada em relativo isolamento, a alguma distância do núcleo urbano, no antigo caminho que ligava a povoação a Ourique. Trata-se de uma construção seiscentista, muito singela, composta por uma pequena galilé arqueada e pelo corpo da capela. O conjunto era originalmente coberto por um telhado único, de duas águas. O corpo da galilé, ligeiramente mais estreito que o da nave adossada, é rasgado por um largo portal em arco redondo sobrepujado por óculo, e por duas janelas de feição idêntica, em cada alçado lateral. A entrada neste alpendre faz-se subindo três curtos degraus, enquanto o acesso à nave é realizado através de um simples portal de verga recta. A cabeceira da capela é encimada por uma sineira. A nave não possui qualquer fresta de iluminação, restando assinalar que existia uma porta lateral, a Norte, hoje entaipada.
No interior, três arcadas cegas (uma na cabeceira e duas nas laterais) repetem o modelo em volta perfeita dos vãos do alpendre. Na parede testeira, esta falsa arcada parece simular o arremedo de uma capela-mor; no seu centro abre-se um nicho alongado. Apesar de muito mutilados, é ainda possível divisar vestígios de pintura mural que recobriria todos os espaços, desde os panos murários aos vãos e intradorsos dos arcos do interior. Representam temas decorativos com padrões geometrizantes e alusões eucarísticas, e ainda anjos músicos, em desenhos largos e execução de nível regional, aliás comum a quase todos os edifícios religiosos da zona. SML

Imagens