Saltar para o conteúdo principal da página

Jazidas com pegadas de dinossáurios terópodes sitas em Vale de Meios e Algar dos Potes - detalhe

Designação

Designação

Jazidas com pegadas de dinossáurios terópodes sitas em Vale de Meios e Algar dos Potes

Outras Designações / Pesquisas

Jazidas de Vale de Meios e Algar de Potes com pegadas de dinossáurios terópodes (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Jazida

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Santarém / Santarém / Alcanede

Endereço / Local

-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

Edital N.º 145/2003 de 3-11-2003 da CM de Santarém
Ratificação de 26-09-2003 da AM de Santarém
Deliberação de 19-05-2003 da CM de Santarém a classificar como de IM
Em 11-04-2003 a DR de Lisboa informou a CM de Santarém de que a classificação não parece enquadrar-se nos bens a classificar ao abrigo da Lei n.º 107/2001, de 8-09-2001, que devem pressupor uma acção do Homem, mas no Decreto-Lei n.º 19/93, de 23-02-1993, tendo em vista a classificação do conjunto como monumento natural
Em 28-03-2003 a CM de Santarém solicitou parecer sobre a eventual classificação como de IM

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Já mundialmente famoso por albergar uma das pistas mais longas reconhecidas até ao momento de pegadas de dinossauros saurópodes (herbívoros quadrúpedes de grande envergadura), situadas na conhecida "Jazida da Pedreira do Galinha", o Parque Natural das Serras d'Aire e Candeeiros notabilizou-se, mais recentemente (1998), e graças ao empenho de colaboradores do Parque e à actividade - controlada - de pedreiras situadas nas imediações, pela descoberta de novas pistas de centenas de pegadas muito bem conservadas, dessa feita, de dinossauros terópodes, carnívoros bípedes, os primeiros deste tipo a serem identificados no território correspondente, na actualidade, a Portugal.
Distribuídas entre o Vale de Meios e Algar dos Potes, ao longo de um percurso de aproximadamente 750 metros, as pegadas parecem concentrar-se, no entanto, na primeira daquelas localidades, onde se encontrou uma laje de enormes dimensões - 7500m2 - repleta de marcas de dinossauros, entre dezenas de trilhos e centenas de pegadas, que aqui viveram há 175 milhões de anos, no Jurássico Médio, numa altura em que o nível do Mar permitia, na região abrangida, nos nossos dias, pelas Serras d'Aire e Candeeiros, a passagem dos dinossauros, permitindo, assim, preservar testemunhos da existência desta espécie, sobremaneira raros em razão da sua atribuição cronológica, uma vez que os datáveis do Jurássico Superior e do Cretácio são melhor conhecidos, a exemplo das pegadas de Carenque, nas proximidades de Sintra.
[AMartins]