Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de São João da Carreira - detalhe

Designação

Designação

Capela de São João da Carreira

Outras Designações / Pesquisas

Capela de São João da Carreira(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Viseu / Viseu

Endereço / Local

-- -
Viseu

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 1/86, DR, I Série, n.º 2, de 3-01-1986 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Construída possivelmente entre 1555 e 1559, e de autoria desconhecida, a Capela de São João da Carreira constitui um exemplar de micro-arquitectura maneirista, de linhas sóbrias e depuradas de decoração, em consonância com os modelos classicistas então vigentes.
De planta quadrangular, simples, apresenta fachadas delineadas lateralmente por pilastras encimadas por pináculos nos ângulos. A fachada principal possui ao centro portal de moldura rectangular, com pilastras laterais e inscrição no friso, "Visitando esta capela tem indulgência Plenaria 1559", que atesta a época de construção do templo. Sobre a cornija um nicho, coroado por frontão triangular e ladeado por volutas, que alberga a imagem de São João. Nas fachadas laterais os únicos elementos de destaque são dois janelos, o da esquerda de moldura rectangular, o da direita de moldura oval, e as gárgulas, esculpidas junto à cornija.
O interior, de uma só nave, possui ábside à qual se acede por degrau. Esta possui, do lado da Epístola, um pequeno nicho onde são guardadas as alfaias litúrgicas. Todo o espaço interior é coberto por abóbada de berço, possuindo a abóbada da nave um óculo cego no centro. A nave é iluminada pelos janelos laterais, e a capela-mor do templo possui retábulo maneirista de talha policroma, inserido em arco de volta perfeita.
Em 1988 foram executadas algumas obras de recuperação do edifício, tanto no exterior como no interior, que incluíram limpeza de cantarias e execução de coberturas.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/ 17 de Maio de 2004

Bibliografia

Título

Beira Histórica Arqueológica e Artística: Memórias de Viseu (Arredores)

Local

Viseu

Data

1941

Autor(es)

COELHO, José M. A.