Saltar para o conteúdo principal da página

Chafariz do Jardim de São Lázaro - detalhe

Designação

Designação

Chafariz do Jardim de São Lázaro

Outras Designações / Pesquisas

Chafariz do Jardim de São Lázaro(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Chafariz

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Porto / Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória

Endereço / Local

Jardim Marques de Oliveira
Porto

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 28 536, DG, I Série, n.º 66, de 22-03-1938 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O chafariz do Jardim de São Lázaro é uma obra barroca inicialmente concebida para o Convento de São Domingos, muito provavelmente para a sua sacristia. Nos inícios do século XIX, em pleno período de expansão urbana e de redefinição de alguns dos espaços citadinos, a fonte foi transferida para o local que ocupa actualmente (1838), após a construção do Passeio Público de São Lázaro, por iniciativa de D. Pedro IV, entre 1830 e 1834.
Este jardim, um dos mais emblemáticos da cidade, adoptou o nome de São Lázaro pela relativa proximidade em relação à Gafaria de São Lázaro, e constituiu um dos espaços de lazer das classes altas do Porto oitocentista.
O chafariz compõe-se de dupla bica central, inserida em moldura horizontal irregular, descarregando sobre um tanque em forma de taça semicircular suportada por coluna central profusamente decorada. Superiormente, um vaso de flores trabalhado em mármore sobrepuja as bicas, desenvolvendo-se lateralmente as limitações de volutas e contra-volutas e superiormente o coroamento, de frontão circular trabalhado, encimado por uma concha, estando esta última ladeada por dois pináculos nas extremidades do conjunto.
Estilisticamente, o chafariz do antigo Convento de São Domingos caracteriza-se por uma decoração tipicamente barroca, de um vegetalismo exuberante, de grande densidade floral. O refinamento da obra é ainda sublinhado pela cuidada combinação de materiais: o granito como pano de fundo; o mármore branco e rosa do chafariz propriamente dito, aplicado sobre o granito, e a ardósia preta de alguns dos elementos embutidos na composição.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

Porto a Património Mundial - Processo de Candidatura da Cidade do Porto à Classificação pela UNESCO como Património Cultural da Humanidade

Local

-

Data

1993

Autor(es)

LOZA, Rui Ramos

Título

Inventário Artístico de Portugal: Cidade do Porto

Local

Lisboa

Data

1995

Autor(es)

QUARESMA, Maria Clementina de Carvalho