Saltar para o conteúdo principal da página

Casa Grande - detalhe

Designação

Designação

Casa Grande

Outras Designações / Pesquisas

Casa Grande de Juncais / Casa Grande(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Casa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Fornos de Algodres / Juncais, Vila Ruiva e Vila Soeiro do Chão

Endereço / Local

Largo do Terreiro (antigo Largo da Fonte)
Juncais

Número de Polícia: 1

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Casa Grande de Juncais foi edificada no século XVI, possivelmente nos últimos anos da centúria, atendendo à sua estrutura de gosto maneirista. O solar pertence desde a sua edificação à mesma família, os Barata Veloso, senhores locais, estando implantado no centro da aldeia, o Largo do Terreiro. Actualmente, é um espaço vocacionado para o turismo de habitação.
O corpo principal da casa apresenta uma planta rectangular disposta longitudinalmente, tendo nas suas traseiras um pátio. Outros edifícios, que corresponderiam a dependências agrícolas e de serviço, foram edificadas em torno deste pátio e de um outro maior, mais recuado, em volta do qual foram edificadas as adegas.
A fachada principal apresenta-se dividida em dois registos, o inferior com três janelas e quatro portas, sendo uma destas o portal principal de acesso ao interior, de moldura de pedra rectangular com friso e brasão de armas da família proprietária. No andar superior foram dispostas seis janelas de peito a espaços regulares.
Embora o piso nobre apresente uma certa regularidade no ritmo, é notória a falta de simetria sóbria e monótona que iria caracterizar os modelos das casas senhoriais na centúria de Seiscentos.
Do lado direito da fachada, disposta de forma oblíqua em relação ao frontispício da casa, foi edificada a capela de Nossa Senhora do Socorro, com portal de moldura recta encimado por frontão e sineira sobre a fachada lateral. No interior destaca-se o altar de talha barroca do século XVIII.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/2006

Bibliografia

Título

Portugal antigo e moderno: diccionario geographico, estatistico, chorographico, heraldico, archeologico, historico, biographico e etymologico de todas as cidades, villas e freguezias de Portugal e de grande numero de aldeias...

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, FERREIRA, Pedro Augusto

Título

Solares Portugueses

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

AZEVEDO, Carlos de

Título

Terras de Algodres - Concelho de Fornos

Local

Lisboa

Data

1938

Autor(es)

MARQUES, Monsenhor Pinheiro

Título

Novo Dicionário Corográfico de Portugal

Local

Porto

Data

1981

Autor(es)

FRAZÃO, A. C. Amaral

Título

Casas Nobres de Portugal

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

BINNEY, Marcus