Saltar para o conteúdo principal da página

«Standard Eléctrica» (antigas instalações) - detalhe

Designação

Designação

«Standard Eléctrica» (antigas instalações)

Outras Designações / Pesquisas

Standard Eléctrica Sociedade Anónima Portuguesa / Orquestra Metropolitana de Lisboa (proprietário actual) / Edifício da Standard Elétrica / Sede da Orquestra Metropolitana de Lisboa(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

Arquitectura Industrial Moderna (1925-1965)

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Alcântara

Endereço / Local

Praça das Indústrias
Lisboa

Avenida da Índia
Lisboa

Número de Polícia: 64

Rua Manuel Maria Viana
Lisboa

Travessa da Galé
Lisboa

Número de Polícia: 36

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 2/96, DR, I Série-B, n.º 56, de 6-03-1996 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Inserido na zona de edificação regulada pelo Plano de Obras da Praça do Império e Zona Marginal de Belém, o recorte, dimensão e volumetria do imóvel revela um projecto bem integrado no conjunto de edifícios que foram construídos para bordear a Avenida da Índia. O corpo de quatro pisos, lançado à avenida sublinha o plano marginal do terreno, da mesma forma que o corpo de dois andares, lançado a Poente, permite a criação de um pátio anterior que requebra a irregularidade do terreno.
Construído a partir de 1945 segundo um projecto de Cottinelli Telmo, o edifício que albergou as antigas instalações da Standard Eléctrica surge como um dos mais emblemáticos conjuntos industriais da cidade de Lisboa do tempo moderno. A opção pelos grandes espaços interiores e a ausência de compartimentação conferem ao edifício uma amplitude difícil de encontrar noutras obras portuguesas coevas. O grande vão - assente por pilares, vigas e lages de betão armado, distribuídos num único módulo - determina igualmente o ritmo dos alçados e a posição das fenestrações.
Perdida a sua função original e depois de um inevitável período de abandono, o conjunto fabril foi recuperado arquitectonicamente e é, actualmente, sede da Orquestra Metropolitana de Lisboa.
Sandra Vaz Costa/ Docomomo Ibérico - Junho 2002

Imagens

Bibliografia

Título

A Arquitectura Moderna em Portugal, in História da Arte em Portugal, vol.14

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

ALMEIDA, Pedro Vieira de; FERNANDES, José Manuel

Título

Arquitectura Moderna Portuguesa 1920-1970. Um Património a Conhecer e Salvaguardar

Local

-

Data

-

Autor(es)

-

Título

Cottinelli Telmo (1897-1948). A obra de um Arquitecto

Local

Lisboa

Data

1995

Autor(es)

MARTINS, João Paulo

Título

Auge

Local

México

Data

1960

Autor(es)

-

Título

A Arquitectura da Indústria, 1925-1965 Registo Docomomo Ibérico

Local

Lisboa

Data

2005

Autor(es)

AA.VV.