Saltar para o conteúdo principal da página

Palácio do Barão de Quintela e Conde de Farrobo - detalhe

Designação

Designação

Palácio do Barão de Quintela e Conde de Farrobo

Outras Designações / Pesquisas

Palácio Quintela / Palácio do Barão de Quintela e Conde de Farrobo(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Palácio

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Misericórdia

Endereço / Local

Rua António Maria Cardoso
Lisboa

Número de Polícia: 37

Rua do Alecrim
Lisboa

Número de Polícia: 56-72

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 28 536, DG, I Série, n.º 66, de 22-03-1938 (ver Decreto)

ZEP

Despacho de 18-10-2011 do diretor do IGESPAR, I.P. a concordar com o parecer e a devolver o processo à DRC de Lisboa e Vale do Tejo para apresentar propostas de ZEP individuais, ou conjuntas nos casos em que tal se justifique
Parecer de 10-10-2011 da SPA do Conselho Nacional de Cultura a propor o arquivamento
Proposta de 22-08-2006 da DR de Lisboa para a ZEP conjunta do Castelo de São Jorge e restos das cercas de Lisboa, Baixa Pombalina e imóveis classificados na sua área envolvente

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel edificado em finais do século XVIII pela família dos barões de Quintela, é um exemplar da arquitectura pombalina.
O Palácio chegou a ser requisitado como residência do general francês Junot, em 1807/8. Foi consideravelmente enriquecido, com alterações estruturais, estuques artísticos e pinturas a óleo e a fresco, de António Manuel da Fonseca e de Cirilo Wolkmar Machado, numa campanha de remodelação dirigida pelo arquitecto Hildbrandt e pelo cenógrafo e decorador G. Cinatti. Pertenceu mais tarde à família Carvalho Monteiro (Monteiro dos Milhões), e por via matrimonial (em 1927) à Casa Pombal, cuja família ainda aí tem residência. A classificação abrange os jardins, muros e pórtico de acesso. SML

Imagens

Bibliografia

Título

Cozinhas. Espaço e Arquitectura

Local

Lisboa

Data

2006

Autor(es)

PEREIRA, Ana Marques