Saltar para o conteúdo principal da página

Quinta do Beau-Séjour, também denominada Quinta das Campainhas - detalhe

Designação

Designação

Quinta do Beau-Séjour, também denominada Quinta das Campainhas

Outras Designações / Pesquisas

Quinta das Campainhas / Quinta do Beau-Séjour / Palácio do Beau-Séjour / Gabinete de Estudos Olisiponenses (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt) / Jardim do Palácio do Beau-Séjour / Jardim da Quinta das Campainhas do Barão da Glória / Jardim da Quinta do Beau-Séjour (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Quinta

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / São Domingos de Benfica

Endereço / Local

Estrada de Benfica
Lisboa

Número de Polícia: 368-372

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 132/2014, DR, 2.ª série, n.º 36, de 20-02-2014 (alterou a área classificada, redenominou a classificação e alterou a categoria, de IIP para MIP) (ver Portaria)
Despacho de homologação de 28-01-2008 da Ministra da Cultura
Despacho de concordância de 1-03-2007 do presidente do IPPAR
Parecer favorável de 12-02-2007 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 21-02-2005 da DR de Lisboa para redução da delimitação da classificação
Decreto n.º 2/96, DR, I Série-B, n.º 56, de 6-03-1996 (classificou a Quinta das Campainhas, também denominada «Quinta do Beau-Séjour», incluindo a casa, jardins fronteiros e parte da Quinta até à curva de nível dos 80 m, como IIP) (ver Decreto)
Edital N.º 21/80 de 3-02-1980 da CM de Lisboa
Despacho de homologação de 16-05-1979 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer de 10-05-1979 da COISPCN a propor a classificação da Casa e jardins da Quinta das Campaínhas e a parte da quinta até à curva de nível dos 80 m
Pedido dec esclarecimento de 3-08-1977 da CM de Lisboa sobre o âmbito da classificação
Despacho de homologação de 28-09-1973 do Secretário de Estado da Educação e Cultura
Parecer de 21-09-1973 da JNE a propor a classificação como IIP
Proposta de classificação de 4-09-1973 da CM de Lisboa

ZEP

Portaria n.º 132/2014, DR, 2.ª série, n.º 36, de 20-02-2014 (sem restrições) (manteve a ZEP conjunta fixada pela portaria anterior) (ver Portaria)
Portaria n.º 415/98, DR, II Série, n.º 89, de 16-04-1998 (ZEP da Quinta das Campaínhas ou Quinta do Beau-Séjour e do Bairro Grandela)
Edital N.º 123/96 de 25-10-1996 da CM de Lisboa
Despacho de concordância de 14-04-1983 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer favorável de 25-03-1983 da Assessoria Técnica do IPPC
Proposta de 27-02-1981 da DGEMN para a ZEP da Quinta do Beau-Séjour, também denominada Quinta das Campainhas e do Bairro Grandela
Edital N.º 21/80 de 3-02-1980 da CM de Lisboa
Despacho de homologação de 16-05-1979 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer de 10-05-1979 da COISPCN a propor a fixação de uma ZEP para a Quinta do Beau-Séjour, também denominada Quinta das Campainhas

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Quinta dos Loureiros foi comprada, em 1849, por D. Ermelinda Allen de Almeida, Baronesa da Regaleira, a João Veríssimo de Barros Viana e a D. Maria Inácia dos Santos. A partir do momento da aquisição a Quinta passou a designar-se por Quinta do Beau-Séjour, embora seja, igualmente, conhecida por Quinta das Campainhas - devido à existência de diversas campainhas coloridas na cobertura de uma parte do passeio que se encontra no jardim.
O palacete romântico, construído por iniciativa da Baronesa da Regaleira, desenvolve-se em planta longitudinal com volumes articulados, sendo circundado por um terraço. O alçado principal que se apresenta com três corpos totalmente revestidos de azulejaria de "estampilha"- sendo o central de piso único -, é ladeado extremos por dois corpos divididos em dois registos, encimados com platibanda, jarrões e frontão. Do seu interior destacamos na Sala dos Quadros a pintura do tecto representando as alegorias da pintura e da escultura, obra de Francisco Vilaça e no Salão Dourado a composição pictórica e cerâmica de Rafael Bordalo Pinheiro.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

São Domingos de Benfica. Roteiro

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

FERREIRA, Jorge Rodrigues

Título

Pelas freguesias de Lisboa. Benfica. Carnide. Ameixoeira. Charneca. Lumiar

Local

Lisboa

Data

1993

Autor(es)

CONSIGLIERI, Carlos; RIBEIRO, Filomena; VARGAS, José Manuel; ABEL, Marília