Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de São Domingos de Benfica, incluindo o túmulo de João das Regras, o grande retábulo da capela-mor, os dois retábulos do transepto, as quatro pinturas que se vêem nos segundos e terceiros altares, de um e outro lado do corpo da igreja, (...) - detalhe

Designação

Designação

Igreja de São Domingos de Benfica, incluindo o túmulo de João das Regras, o grande retábulo da capela-mor, os dois retábulos do transepto, as quatro pinturas que se vêem nos segundos e terceiros altares, de um e outro lado do corpo da igreja, (...)

Outras Designações / Pesquisas

(...) a contar da porta da entrada, e a arca quinhentista que contém os ossos de Vasco Martins de Albergaria / Convento de São Domingos de Benfica / Instituto Militar dos Pupilos do Exército / Igreja da Força Aérea Portuguesa / Igreja de Nossa Senhora do Rosário(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / São Domingos de Benfica

Endereço / Local

Largo de São Domingos de Benfica
Lisboa

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 22 734, DG, I Série n.º 140, de 24-06-1933 (ver Decreto)

ZEP

Portaria n.º 1094/94, DR, I Série-B, n.º 283, de 9-12-1994 (sem restrições) (ZEP do Palácio dos Marqueses de Fronteira, da Igreja de São Domingos de Benfica, da Capela dos Castros e do Túmulo de João das Regras)(ver Portaria)
Edital N.º 10/93 de 26-01-1993 da CM de Lisboa
Despacho de concordância de 30-05-1983 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer de 25-03-1983 da Assessoria Técnica do IPPC a propor uma nova delimitação
Proposta de 8-11-1982 da DGEMN para a ZEP do Palácio dos Marqueses de Fronteira, da Igreja de São Domingos de Benfica, da Capela dos Castros e do Túmulo de João das Regras

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A fundação do Convento de São Domingos de Benfica ficou ligada à acção de Frei Vicente de Lisboa e de D. João das Regras, situando-se em casas doadas pelo Rei D.João I, no ano de 1399.
A primitiva construção viria a ruir e sofrer consequente demolição, edificando-se, em 1632, um novo edifício sob a indicação de Frei João de Vasconcelos.
A igreja, de planta em cruz latina desenvolve-se numa só nave, com capelas comunicantes e abóboda de berço com caixotões, cobertura que se repete no transepto e no coro. O cruzeiro possui uma cúpula assente em tambor, sendo revestido por painéis de azulejos figurativos da autoria de Oliveira Bernardes e altares de talha maneirista de Jerónimo Correia a enquadrar esculturas do artista Manuel Pereira.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

São Domingos de Benfica. Roteiro

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

FERREIRA, Jorge Rodrigues

Título

Pelas freguesias de Lisboa. Benfica. Carnide. Ameixoeira. Charneca. Lumiar

Local

Lisboa

Data

1993

Autor(es)

CONSIGLIERI, Carlos; RIBEIRO, Filomena; VARGAS, José Manuel; ABEL, Marília

Título

A Arquitectura do Ciclo Filipino

Local

Vila Nova de Gaia

Data

2009

Autor(es)

SOROMENHO, Miguel