Saltar para o conteúdo principal da página

Palácio dos Condes de Mesquitela - detalhe

Designação

Designação

Palácio dos Condes de Mesquitela

Outras Designações / Pesquisas

Palácio Mesquitela / Quinta do Armeiro-Mor / Palácio dos Condes de Mesquitela / Palácio Mesquitela(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Palácio

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Misericórdia

Endereço / Local

Rua do Sol, a Santa Catarina
Lisboa

Número de Polícia: 30 A-30 C

Travessa do Alcaide
Lisboa

Número de Polícia: 19-19 B

Travessa dos Judeus
Lisboa

Número de Polícia: 2-4 B

Largo Dr. António de Sousa Macedo
Lisboa

Número de Polícia: 1-1 N

Proteção

Situação Actual

Desclassificado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Portaria n.º 348/2018, DR, 2.ª série, n.º 112, de 12-06-2018 (desclassificou) (ver Portaria)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 11-05-2018 da diretora-geral da DGPC
Anúncio n.º 23/2018, DR, 2.ª série, n.º 30, de 12-02-2018 (ver Anúncio)
Despacho de concordância de 19-06-2017 da diretora-geral da DGPC
Parecer favorável de 7-06-2017 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de desclassificação (2.ª fase) de 14-06-2016 do Departamento dos Bens Culturais da DGPC
Anúncio n.º 68/2016, DR, 2.ª série, n.º 29, de 11-02-2016 (ver Anúncio)
Despacho de 5-01-2016 do diretor-geral da DGPC a determinar a abertura do procedimento de desclassificação, nas sequência do despacho de concordância de 7-02-2014 do Secretário de Estado da Cultura
Proposta de 29-12-2015 do Departamento dos Bens Culturais para a abertura do procedimento de desclassificação
Despacho de concordância de 7-02-2014 do Secretário de Estado da Cultura
Proposta de 27-01-2014 da DGPC para início dos estudos tendentes à desclassificação do imóvel, atendendo a que foi alvo de uma intervenção profunda, tendo sido adaptado para tipologias de habitação familiar
Decreto n.º 45/93, DR, I Série-B, n.º 280, de 30-11-1993 (classificou como IIP) (ver Decreto)
Edital N.º 128/81 de 26-08-1981 da CM de Lisboa
Despacho de homologação de 31-07-1980
Parecer de 29-07-1980 da Comissão "ad hoc" a propor a classificação como IIP
Proposta de classificação de 19-02-1979 da DGEMN

ZEP

Sem efeito, por força da desclassificação
Declaração de rectificação n.º 874/2011, DR, 2.ª série, n.º 98, de 20-05-2011 (retificou para ZEP do Bairro Alto e imóveis classificados na sua envolvente) (ver Declaração)
Portaria n.º 398/2010, DR, 2.º série, n.º 112, de 11-06-2010 (sem restrições) (fixou a ZEP do Bairro Alto) (ver Portaria)
Despacho de homologação de 11-11-2009 da Ministra da Cultura para a ZEP Conjunta do Bairro Alto e Imóveis Classificados na sua Área Envolvente
Parecer favorável de 23-05-2008 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 29-09-2005 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Grande e sóbria construção do séc. XVII, mandada edificar pelo Ministro e Diplomata Dr. António de Sousa Macedo, e que se encontra bem integrado na malha urbana. O conjunto parte de um primitivo núcleo situado a poente, onde se encontra a capela com entrada por uma varanda virada a sul, com alpendre sustentado por colunas em que se destaca a talha dourada e a pintura. O palácio desenvovleu-se ocupando todo o quarteirão, tendo a sua fachada principal voltada a norte com um grande portão brasonado. Mantém, em muitas divisões, lambris de azulejos do séc. XVII e XVIII. SML

Imagens