Saltar para o conteúdo principal da página

Capela do Divino Coração de Jesus, também denominada «Capela dos Pestanas» - detalhe

Designação

Designação

Capela do Divino Coração de Jesus, também denominada «Capela dos Pestanas»

Outras Designações / Pesquisas

Capela do Divino Coração de Jesus / Capela dos Pestanas(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Porto / Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória

Endereço / Local

Rua do Almada
Porto

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 2/96, DR, I Série-B, n.º 56, de 6-03-1996 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A capela neogótica dos Pestanas, assim designada por se situar junto ao Palácio desta família e por ter sido encomendada pelo Engenheiro José Joaquim Pestana, à altura o proprietário do Palácio, foi construída entre 1878 e 1890, ano em que abriu as portas ao culto. O seu arquitecto foi José de Macedo Araújo Júnior, um dos mais importantes engenheiros do Porto do último quartel do século XIX, tendo-se destacado na condução de obras tão importantes como o Palácio da Bolsa ou parte da Alfândega da cidade.
De nave única e capela-mor semicircular, a construção impõe-se urbanisticamente pela elevada torre adossada à fachada principal, que protege a entrada no templo. De secção quadrangular, eleva-se em quatro registos individualizáveis. No último, duas janelas geminadas em cada face antecedem a terminação em empena cónica, encimada por uma cruz de ferro. A ladear a fachada, nos extremos do edifício, dois baldaquinos albergam as imagens de São José e de São Joaquim, obras do escultor Soares dos Reis.
O ambiente neogótico inspirado nas catedrais góticas testemunha-se tanto no exterior como no interior. A par da alta torre ocidental, o exterior do edifício é caracterizado por contrafortes terminando em pináculos que enquadram janelões de arco quebrado, que por sua vez marcam a divisão interior em tramos. O interior da capela foi concebido para albergar um dos mais impressionantes programas decorativos do nosso neogótico. As paredes e os tectos foram revestidos por pinturas inspiradas na Sainte Chapelle de Paris. A esmagadora maioria do mobiliário e algumas obras de devoção foram realizados na cidade de Liège, na casa Wilmotte. E os autores do retábulo-mor, logo em 1885, foram agraciados com a medalha de ouro na Exposição Internacional de Anvers.
O conjunto do Palacete Pestana haveria, posteriormente, de ser praticamente destruído, construindo-se um prédio no antigo jardim e reduzindo-se drasticamente os limites da antiga propriedade. A capela do Divino Coração de Jesus, porém, mantem-se como testemunho de uma das mais originais empresas neogóticas do Porto e, seguramente, do país.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal: Cidade do Porto

Local

-

Data

-

Autor(es)

-

Título

A Arte em Portugal no Século XIX (2 vols.)

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

FRANÇA, José-Augusto