Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho de Silvã de Cima - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Silvã de Cima

Outras Designações / Pesquisas

Pelourinho da Silvã de Cima(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Sátão / Silvã de Cima

Endereço / Local

Largo da Cadeia
Silvã de Cima

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Silvã de Cima é localidade de raízes muito remotas. Sabe-se que foi doada por D. Afonso Henriques a D. Soeiro Gomes e a D. Gonçalo Gueterres, no século XII. Teve primeiro foral dado em data incerta, e por monarca ou donatário desconhecido, que é no entanto mencionado no foral manuelino, outorgado ao já então "concelho de Silvã". O seu pelourinho, levantado no largo da antiga cadeia, é possivelmente contemporâneo do foral de D. Manuel.
O monumento consta de um soco de dois degraus quadrangulares, de aresta, o térreo parcialmente embebido no pavimento empedrado, sobre o qual se levanta o conjunto da coluna, capitel e remate. A coluna assenta directamente no degrau superior, mediada apenas por quatro diminutas saliências, ao modo de garras, destinadas a aparentar elementos de união entre a base do fuste e a peça onde se apoia. O fuste é oitavado, de faces lisas. O capitel é redondo, constituído por astragálo plano, gola lisa, e ábaco circular, plano e saliente. O remate resume-se a uma esfera lisa, ligeiramente achatada nos pólos. Este pelourinho é muito idêntico ao de Douro Calvo, ainda que mais elegante e bem conseguido. SML

Imagens

Bibliografia

Título

Pelourinhos Portugueses, Tentâmen de Inventário Geral

Local

Lisboa

Data

1997

Autor(es)

MALAFAIA, E. B. de Ataíde