Saltar para o conteúdo principal da página

Solar dos Condes de Vinhais - detalhe

Designação

Designação

Solar dos Condes de Vinhais

Outras Designações / Pesquisas

Solar dos Condes de Vinhais / Museu Nacional Maçónico da Grande Loja Nacional Portuguesa (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Solar

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Bragança / Mirandela / Mirandela

Endereço / Local

-- -
Mirandela

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 1/86, DR, I Série, n.º 2, de 3-01-1986 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O solar dos Condes de Vinhais, edificado numa zona central de Mirandela, é uma construção que remonta, certamente, ao século XVIII.
De planta longitudinal, apresenta fachada principal seccionada em três corpos. Os das extremidades, simétricos, são abertos no piso térreo por cinco portas a que corresponde igual número de janelas no andar nobre. Ao centro, o eixo formado pela porta e pela janela de sacada, ambas de verga recta, é acentuado pelo brasão de armas dos Condes de Vinhais que faz elevar a linha do telhado. Na extremidade direita, uma escadaria de granito, iniciada com coluna e rematada por uma esfera armilar com o brasão adossado, permite o acesso à varanda alpendrada, suportada por colunas coríntias. Uma outra varanda corrida ocupa o piso térreo do alçado posterior.
O título de Condes de Vinhais foi instituído por D. Maria II, em 20 de Janeiro de 1847, a favor de Simão da Costa Pessoa, natural da localidade de Vinhais e com uma carreira militar de relevo, que já anteriormente havia sido distinguido com os títulos de Barão e Visconde.
Já no decorrer do século XX, mais precisamente em 1959, o imóvel era a sede da Mocidade Portuguesa e da Legião Portuguesa, passando a seguir para o Instituto do Emprego e Formação Profissional que aí se manteve desde 1975 até 1992. Actualmente é a sede da Grande Loja Nacional Portuguesa, criada em 2000, funcionando no seu interior a biblioteca e o museu de arte maçónica.
(Rosário Carvalho)

Imagens

Bibliografia

Título

Mirandela : apontamentos históricos

Local

Mirandela

Data

1983

Autor(es)

SALES, Pe. Ernesto Augusto Pereira de