Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de Nossa Senhora de Mércules - detalhe

Designação

Designação

Igreja de Nossa Senhora de Mércules

Outras Designações / Pesquisas

Santuário de Nossa Senhora de Mércoles / Igreja de Nossa Senhora de Mércoles / Santuário de Nossa Senhora de Mércoles (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Castelo Branco / Castelo Branco / Castelo Branco

Endereço / Local

- a 3 km a E de Castelo Branco
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 42 692, DG, I Série, n.º 276, de 30-11-1959 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

As origens do culto à Senhora de Mércoles encontram-se longe de estar esclarecidas. No local onde a Idade Média construiu o santuário que hoje subsiste foram identificados numerosos materiais de época romana - materiais que continuam a ser revelados a cada nova intervenção urbana neste espaço -, o que levou alguns autores a sugerir tratar-se de espólio relacionado com uma antiga cidade. Por outro lado, a própria invocação de Mércoles poderá estar associada a uma divindade pré-romana, posteriormente integrada no panteão clássico, como o parece provar a descoberta de um altar dedicado a Mercúrio neste mesmo local, e, mais tarde ainda, definitivamente cristianizada.
O templo gótico resulta de uma campanha de finais do século XIV - embora pareça ter existido uma construção ligeiramente anterior -, provavelmente relacionada com a iniciativa da Ordem do Templo, que detinha a tutela sobre toda a região de Castelo Branco. O produto final é bem o reflexo das distintas correntes da nossa arte gótica na transição dinástica que impôs a família de Avis. O portal principal, de três arquivoltas e inserido num gablete, insere-se numa tipologia de portais góticos particularmente seguida em Portugal e que recua mesmo aos primórdios deste estilo em território nacional. Já a decoração vegetalista dos seus capitéis aponta claramente para a primeira fase do grande estaleiro do Mosteiro da Batalha, a principal obra de revolução do Gótico para a viragem do século XV.
A igreja actual apresenta numerosas características da época moderna, sintoma das várias campanhas artísticas que se sucederam no espaço do santuário. De inícios do século XVII data o revestimento azulejar do interior e parte da decoração retabular. Sensivelmente um século depois foi efectuada a reforma da fachada principal, a que se adossaram dois torreões de planta quadrangular, responsáveis pela sensação de rigorosa simetria que caracteriza este elemento. Ainda da época barroca data a monumental escadaria de acesso ao adro do templo, bem como diversas outras obras de melhoramentos do local.
Nos últimos dois séculos o edifício foi objecto de campanhas restauradoras parcelares, que alteraram, em alguma medida, o produto gótico-barroco do século XVIII. Em 1857 teve lugar uma das mais marcantes renovações, sendo levantadas novas paredes laterais, substituindo-se parte da cobertura, entaipando-se algumas janelas originais e construindo-se novos espaços alpendrados anexos ao conjunto edificado. Mais recentemente, entre 1980 e 1983, foi desenvolvida uma campanha de restauro integral, da responsabilidade dos Edifícios e Monumentos Nacionais, que logrou identificar numerosas partes originais, a que se adicionou a musealização genérica dos vestígios de pintura a fresco do interior, bem como a remoção de elementos do século XIX. A Senhora de Mércoles continua a ser palco de uma das mais importantes romarias da região, realizada na segunda semana após o Domingo de Páscoa.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

Castelo Branco na História e na Arte

Local

-

Data

1958

Autor(es)

-

Título

O Santuário de Nossa Senhora de Mércules

Local

-

Data

-

Autor(es)

ALVES, Tarcísio Fernandes

Título

Nossa Senhora de Mércoles, resenha histórica

Local

-

Data

1971

Autor(es)

LOBO, Ernesto Pinto

Título

Castelo Branco

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

LEITE, Ana Cristina

Título

Elementos para um inventário artístico do Distrito de Castelo Branco

Local

Castelo Branco

Data

1976

Autor(es)

SALVADO, António

Título

A arquitectura gótica portuguesa

Local

Lisboa

Data

1994

Autor(es)

DIAS, Pedro