Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho de Marialva - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Marialva

Outras Designações / Pesquisas

Pelourinho de Marialva(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Mêda / Marialva

Endereço / Local

- no Castelo de Marialva
Marialva

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O primeiro foral da pitoresca freguesia de Marialva foi dado por por D. Afonso Henriques, em 1179. A villa e sede de concelho então criada recebeu foral novo em 1512, da chancelaria de D. Manuel. O concelho foi extinto em 1836, passando desde 1852 a integrar o de Meda. Marialva conserva ainda a maior parte dos testemunhos da sua passada autonomia administrativa, nomeadamente o Castelo e Paço (em ruínas), a Alcáçova, a antiga Casa da Câmara, da cadeia e do tribunal, e o pelourinho, levantado diante destas. Trata-se de um monumento de construção quinhentista, mais precisamente dos anos imediatos ao foral manuelino.
O pelourinho assenta numa plataforma de quatro degraus octogonais, de aresta. É constituído por coluna de base quadrada, ligeiramente chanfrada nos ângulos superiores, fuste oitavado e de faces lisas, que se eleva a cerca de 4 metros de altura, e gaiola de planta oitavada. Não existe capitel, mas apenas uma moldura octogonal pouco saliente, ao modo de ábaco. A gaiola é constituída por dois chapéus piramidais, de oito faces lisas, o inferior invertido, e o superior sustentado por ferros cravados em todas as arestas, para além de um colunelo central. A cúpula é rematada por um pequeno botão. SML

Imagens

Bibliografia

Título

Manuelino. À descoberta da arte do tempo de D. Manuel I

Local

Lisboa

Data

2002

Autor(es)

DIAS, Pedro

Título

Pelourinhos Portugueses, Tentâmen de Inventário Geral

Local

Lisboa

Data

1997

Autor(es)

MALAFAIA, E. B. de Ataíde