Saltar para o conteúdo principal da página

Ruínas da Calcedónia - detalhe

Designação

Designação

Ruínas da Calcedónia

Outras Designações / Pesquisas

Povoado da Calcedónia / Ruínas da Calcedónia na Serra do Gerês (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Povoado Fortificado

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Terras de Bouro / Covide

Endereço / Local

Serra do Gerês, próximo das freguesias de Covide e de Campo do Gerês
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 516/71, DG, I Série, n.º 274, de 22-11-1971 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Erguido e fruído entre a Idade do Ferro e o período romano do actual território português, as "Ruínas da Calcedónia" estão localizadas nas proximidades do complexo termal do Gerês, no cimo de um cabeço granítico, ao qual se acede através de uma fenda situada entre duas lajes de consideráveis dimensões.
É, precisamente, nas escarpas limitadas a Norte e a Oeste desta colina que se encontram os vestígios deste sítio arqueológico. Destes, destaca-se a presença de marcas de uma primitiva muralha erguida com grandes blocos pétreos com uma espessura de cerca de dois metros, atingindo cerca de quatro metros de altura nalguns dos seus lanços. Este sistema de defesa delimita uma ampla área de características irregulares e preenchida com vários penedos.
É no interior deste vasto recinto que se presenceia vários resquícios de alicerces pertencentes a diversas estruturas de planta rectangular construídas com pedra irregular, que apresentam uma espessura aproximada de meio metro e uma área de cinco por oito metros de largura. As escavações arqueológicas empreendidas neste sítio ao longo da segunda metade da década de quarenta do século passado possibilitaram registar, à superfície, um extenso número de materiais de construção, como fragmentos de tegullae e de ímbrices, bem como diversos vestígios de recipientes cerâmicos lisos. Estes mesmos indícios construtivos foram de igual modo registados em todo o perímetro exterior do povoado.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

A lenda e as ruinas da Calcedónia, na Serra do Gerês, Minia

Local

Braga

Data

1946

Autor(es)

TEIXEIRA, Carlos, CORREIA, António Augusto Mendes

Título

Castro Laboreiro - Serra da Peneda. Sistemas de povoamento e ocupação do espaço. Actas 1.º Congresso de Arqueologia Peninsular, Trabalhos de Antropologia e Etnologia

Local

Porto

Data

1994

Autor(es)

LIMA, Alexandra Cerveira Pinto Sousa