Saltar para o conteúdo principal da página

Forte de Santo António - detalhe

Designação

Designação

Forte de Santo António

Outras Designações / Pesquisas

Forte de Santo António da Piedade / Forte de Santo António / Forte de Santo António da Piedade(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Militar / Forte

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Évora / Évora / Bacelo e Senhora da Saúde

Endereço / Local

EN Arraiolos-Évora
Quinta de Santo António

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 41 191, DG, I Série, n.º 162, de 18-07-1957 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

No contexto da restauração da independência, D. João IV manda, em 1650, erigir o Forte de Santo António, destinado a proteger o Convento de Santo António da Ordem da Piedade dos Frades Capuchos, este mandado construir a sob a égide do Cardeal D. Henrique em 1576.
De traça maneirista, da autoria de Nicolau de Langres, esta construção bélica, possui planta quadrada, consolidado em cantaria nos cunhais, com quatro baluartes. O forte é rodeado por fosso, sendo que no seu interior, ainda encontramos vestígios do presídio, da parada e do claustro.
As estruturas da porta principal ainda pertencem à traça original, subsistindo também, algumas guaritas junto aos cunhais. De Norte a Sul, a construção é atravessada por arcos do Aqueduto do Arco da Prata.
Nos anos quarenta e cinquenta deste século, o monumento foi alvo de intervenções de restauro, removendo-se o reboco e destacando-se assim as alvenarias.

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal, vol. VII (Concelho de Évora - volume I)

Local

Lisboa

Data

1966

Autor(es)

ESPANCA, Túlio