Saltar para o conteúdo principal da página

Chafariz de São Marcos - detalhe

Designação

Designação

Chafariz de São Marcos

Outras Designações / Pesquisas

Chafariz de São Marcos (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Chafariz

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Castelo Branco / Castelo Branco / Castelo Branco

Endereço / Local

Largo de São Marcos
Castelo Branco

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 95/78, DR, I Série, n.º 210, de 12-09-1978 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O chafariz de São Marcos foi construído em finais do século XVI, numa época em que os arrabaldes da vila cresciam e havia uma necessidade de efectuar "(...) um melhor aproveitamento das nascentes de água e dos poços existentes na área." (LEITE, Ana Cristina, 1991, p. 32).
De estrutura maneirista, o chafariz é composto por um espaldar definido por duas pilastras ladeadas por volutas que assenta num tanque rectangular. Ao mesmo tempo, o programa decorativo apresenta elementos inspirados na arquitectura manuelina, uma vez que no espaldar foram gravados relevos com a representação do escudo nacional, ladeado à direita pela esfera armilar e à esquerda por flores-de-lis sob a Cruz de Cristo. Em meados do século XIX a fonte já não era utilizada para o abastecimento da população, pois "... a sua água, que sae por uma só bica, é salobra e pouco aceiada, e por isso só serve para usos muito ordinários, e para os gados beberem. Tem a nascente na encosta do Castello, d'onde corre por um canno subterraneo até ao seu destino..." (SILVA, Porfírio, 1853, p. 110).
É interessante a utilização de elementos decorativos manuelinos numa época tão tardia, o que demonstra "a sobrevivência de formulários mais antigos combinados com novas soluções" (LEITE, Ana Cristina, 1991, p. 38), no que constitui uma interpretação menos erudita e mais conservadora de novos modelos que chegavam dos centros artísticos do país.
Catarina Oliveira
IPPAR/2003

Imagens

Bibliografia

Título

Memorial Chronológico e Descriptivo da Cidade de Castelo Branco

Local

Lisboa

Data

1853

Autor(es)

SILVA, J. A. Porfírio

Título

Castelo Branco

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

LEITE, Ana Cristina