Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho de Fornos de Algodres - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Fornos de Algodres

Outras Designações / Pesquisas

Pelourinho de Fornos de Algodres(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Fornos de Algodres / Fornos de Algodres

Endereço / Local

-- -
Fornos de Algodres

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O actual pelourinho de Fornos de Algodres é uma obra revivalista, executada em 1933 com alguns elementos do pelourinho original, que havia sido demolido em meados do século XIX. Freguesia desde o século XII, Fornos de Algodres iria constituir-se como concelho em 1358. No segundo quartel do século XVI o senhorio da vila era doado por D. João III ao 1.º Conde de Linhares, D. António de Noronha.
Apresentando evidentes semelhanças com o pelourinho de Algodres, o conjunto que constituí o pelourinho de Fornos de Algodres assenta sobre um soco de seis degraus octogonais, cuja coluna de fuste octogonal possui base quadrangular. O capitel, em forma de pirâmide invertida e de secção octogonal, funciona como base da gaiola. Esta tem chapéu assente sobre colunelo central liso e oito colunelos terminados em esfera, decorados com anéis na parte inferior e superior. O remate da gaiola, semelhante à parte inferior, é encimado por cone torso coroado por esfera.
Os elementos originais aproveitados no projecto de reconstituição do pelourinho, elaborado em 1931 por Alexandre de Abreu Castelo Branco e por Pinheiro Marques, são a base e o remate da gaiola e o terço inferior do fuste da coluna. Esta obra de reconstrução seria executado por um mestre pedreiro local.
Catarina Oliveira

Imagens

Bibliografia

Título

Portugal antigo e moderno: diccionario geographico, estatistico, chorographico, heraldico, archeologico, historico, biographico e etymologico de todas as cidades, villas e freguezias de Portugal e de grande numero de aldeias...

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, FERREIRA, Pedro Augusto

Título

Pelourinhos Portugueses, Tentâmen de Inventário Geral

Local

Lisboa

Data

1997

Autor(es)

MALAFAIA, E. B. de Ataíde

Título

Terras de Algodres - Concelho de Fornos

Local

Lisboa

Data

1938

Autor(es)

MARQUES, Monsenhor Pinheiro

Título

Pelourinhos do Distrito da Guarda

Local

Viseu

Data

1998

Autor(es)

SOUSA, Júlio Rocha e