Saltar para o conteúdo principal da página

Forte de Santa Apolónia (restos), também denominado «Baluarte de Santa Apolónia» ou «Bateria do Manique» - detalhe

Designação

Designação

Forte de Santa Apolónia (restos), também denominado «Baluarte de Santa Apolónia» ou «Bateria do Manique»

Outras Designações / Pesquisas

Forte de Santa Apolónia / Baluarte de Santa Apolónia / Bateria do Manique (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Militar / Forte

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Penha de França

Endereço / Local

Rua do Forte de Santa Apolónia
Lisboa

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 2/96, DR, I Série-B, n.º 56, de 6-03-1996 (ver Decreto)
Edital N.º 72/94 de 13-05-1994 da CM de Lisboa
Despacho de homologação de 14-10-1981 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer de 22-09-1981 da Comissão "ad hoc" do IPPC a propor a classificação como IIP
Proposta de classificação de 11-09-1981 do IPPC

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Construído no séc. XVII, integrava a linha de defesa de Lisboa, situando-se na parte oriental da cidade, nomeadamente, dentro da quinta do Manique.
Este antigo forte apresenta os flancos bem marcados e inseridos na gola; a muralha, que acompanha a inclinação do terreno, é de alvenaria com cunhais de cantaria de calcário e bases de duas guaritas, possuindo, também, dois portões seiscentistas mandados construir pelo Visconde de Manique, sendo que o esquerdo dá acesso ao mirante; no coroamento dos muros localizam-se guardas exteriores de alvenaria, canhoneiras e alegretes intervalados com assentos de pedra.
PAF

Imagens