Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de São Miguel de Vilarinho - detalhe

Designação

Designação

Igreja de São Miguel de Vilarinho

Outras Designações / Pesquisas

Mosteiro de Vilarinho / Igreja Paroquial de Vilarinho / Igreja de São Miguel de Vilarinho(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Santo Tirso / Vilarinho

Endereço / Local

-- -
Vilarinho

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 39 175, DG, I Série, n.º 77, de 17-04-1953 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Dotado de inquestionável beleza paisagística e de abundantes e diversificados recursos cinegéticos, essenciais à sobrevivência e fixação do Homem, o território correspondente, na actualidade, ao concelho de Santo Tirso possui inúmeros testemunhos da presença de comunidades humanas, desde a mais alta antiguidade.
De entre a multiplicidade de testemunhos edificados desta mesma existência, sobressai, sem dúvida, a "Igreja de São Miguel de Vilarinho" situada numa zona de povoamento disperso, característico desta região peninsular, na freguesia mais Oriental do município, limitada a Norte pelo Rio Vizela.
O templo, adossado ao corpo do antigo Mosteiro de Vilarinho fundado no século XI por frades crúzios, na sucessão de uma abadia secular, inscreve-se no estilo românico.
De planta simples formada por nártex com porta de arco pleno e portal de três arquivoltas apoiadas em colunas com capitéis profusamente decorados com motivos zoomórficos e fitomórficos e corpo de uma só nave, a igreja ostenta capela-mor com arco triunfal pleno com bases e capitéis lavrados com elementos fitomórficos e encimado por nicho albergando a imagem do orago - S. Miguel - executada em pedra de ançã. Exibe, ainda, retábulo de talha dourada e cobertura de madeira, resultantes de campanhas de obra posteriores, ocorridas já entre os séculos XVIII e XIX. No interior é também possível observar duas pinturas quinhentistas sobre madeira.
[AMartins]

Bibliografia

Título

Tesouros Artísticos de Portugal

Local

Lisboa

Data

1976

Autor(es)

ALMEIDA, José António Ferreira de

Título

Santo Tirso - da cidade e do seu termo

Local

Santo Tirso

Data

2000

Autor(es)

CORREIA, F. Carvalho