Saltar para o conteúdo principal da página

Casa da Andorinha - detalhe

Designação

Designação

Casa da Andorinha

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Solar

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viana do Castelo / Arcos de Valdevez / Arcos de Valdevez (São Salvador), Vila Fonche e Parada

Endereço / Local

- -
Fraquelo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 129/77, DR, I Série, n.º 226, de 29-09-1977 (ver Decreto)

ZEP

Parecer favorável de 15-07-2009 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 08-06-2009 da DRCNorte

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Edificada na primeira metade do século XVI pela família Castro, a Casa da Andorinha apresenta uma estrutura que comunga diversos elementos arquitectónicos de diferentes épocas, devido às muitas transformações de que foi alvo.
A planimetria original corresponde à tipologia de casa-torre, muito utilizada no Alto Minho na primeira metade do século XVI, que incorpora no modelo de arquitectura civil classicista elementos inspirados na arquitectura militar medieval, como a torre existente no ângulo da fachada.
No início do século XVII foram feitas algumas transformações na casa, que lhe conferiram o aspecto actual. O corpo principal obedece a uma tipologia solarenga seiscentista, num maneirismo tardio, com planta em L e fachada de linhas austeras e simples, marcada pela divisão social do espaço. Este corpo, que corresponde à ala residencial, divide-se em dois pisos, correspondendo o superior ao andar nobre, marcado pela disposição simétrica de janelas e portas.
A torre, de planta quadrada, divide-se em quatro registos, com fenestração, rematada por cornija e gárgulas de canhão. Junto a esta foi edificada a capela, dedicada a Nossa Senhora do Bom Despacho. De planta rectangular, ostenta fachada com portal de moldura rectangular simples com cornija saliente, ladeado por duas janelas, e coroada por frontão triangular com óculo. A capela-mor tem uma área mais estreita e cércea mais baixa, com retábulo de talha neoclássico, executado em 1868, que ostenta no frontão curvo o brasão da família.
A fachada lateral direita possui uma loggia com colunata jónica, de inspiração italianizante, encimada por uma varanda envidraçada construída em 1868 para criar neste espaço um jardim de inverno.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/ 4 de Novembro de 2004

Imagens

Bibliografia

Título

Nobres Casas de Portugal

Local

Porto

Data

1958

Autor(es)

SILVA, António Lambert Pereira da

Título

Alto Minho

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

Casas armoriadas do Concelho dos Arcos de Valdevez: subsídios para o estudo da nobreza arcoense, vol. 1

Local

Arcos de Valdevez

Data

2000

Autor(es)

SILVA, Armando Malheiro da, DAMÁSIO, Luís Pimenta de Castro

Título

Cozinhas. Espaço e Arquitectura

Local

Lisboa

Data

2006

Autor(es)

PEREIRA, Ana Marques