Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho de Vilas Boas - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Vilas Boas

Outras Designações / Pesquisas

Pelourinho de Vilas Boas (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Bragança / Vila Flor / Vilas Boas e Vilarinho das Azenhas

Endereço / Local

Largo dos Sotos
Vilas Boas

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Vilas Boas teve presumível foral dado por D. Afonso IV, no século XIV (1325?), e foral novo de D. Manuel, em 1512. Foi senhorio da Casa de Vila Flor, concelho no qual se veio a integrar aquando da extinção dos seus antigos privilégios, em 1836. Ainda conserva um pelourinho, levantado no largo central da freguesia.
O pelourinho levanta-se sobre plataforma de três degraus quadrangulares, de aresta, completados por um quarto que serve de plinto, com o topo afeiçoado para se aproximar da secção da coluna. Esta tem fuste bastante elevado, quadrado na base, com arestas chanfradas na maior parte da sua altura, de forma a tomar a secção octogonal. Volta a ser quadrado no topo, tendo pequenas saliências a marcar a transição dos chanfros, de resto idênticas a outras na base. O capitel é composto por quatro molduras quadrangulares crescentes, a última formando mesa onde assenta o grande paralelepípedo do remate. É um bloco com faces relevadas com motivos quase inteiramente ilegíveis, distinguindo-se apenas um escudo das quinas. As arestas são decoradas com colunelos catntonais, cingidos por aneis mediais e rematados em bola. A peça terminal é um pináculo curto, em forma de cone embolado, com uma larga esfera achatada. O pelourinho é provavelmente seiscentista.
Sílvia Leite

Imagens

Bibliografia

Título

Pelourinhos Portugueses, Tentâmen de Inventário Geral

Local

Lisboa

Data

1997

Autor(es)

MALAFAIA, E. B. de Ataíde