Saltar para o conteúdo principal da página

Casa de Caneiros, abrangendo o jardim a nascente e o muro que o separa do terreiro - detalhe

Designação

Designação

Casa de Caneiros, abrangendo o jardim a nascente e o muro que o separa do terreiro

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Solar

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Guimarães / Fermentões

Endereço / Local

- E.N. 101 (Guimarães-Braga)
Caneiros

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 45/93, DR, I Série-B, n.º 280, de 30-11-1993 (esclareceu que a classificação abrange o jardim a nascente e o muro que o separa do terreiro) (ver Decreto)
Decreto n.º 129/77, DR, I Série, n.º 226, de 29-09-1977 (classificou a Casa de Caneiros) (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Casa de Caneiros é um exemplar apreciável de construção senhorial da segunda metade do século XVIII, integrando uma capela na fachada. Sobre o lintel da porta almofadada da fachada principal, podemos ver uma pedra de armas dos Cardosos e Meneses. A casa desenvolve-se em dois pisos e liga-se à capela por um alto muro rasgado por uma porta, que é ladeada por dois vãos rectangulares que, por sua vez, dão acesso a um páteo interior. Os muros exteriores que a cercam são adornados por belos vasos trabalhados.
Em 1770 António Joaquim de Probém e Barbosa reconstrói a Casa de Caneiros sobre as ruínas do edifício anterior que datava do século XVI e que pertencia a Diogo Afonso Caneiros.
Em inícios do século XX a casa foi moradia do Major Alberto de Meneses (Margaride), um dos caudilhos da rebelião realista de 1919.
O enquadramento é rural e, hoje em dia, muito degradado devido à existência de numerosas construções incaracterísticas que têm vindo ali a implantar-se.
[AAM]

Bibliografia

Título

Tesouros Artísticos de Portugal

Local

Lisboa

Data

1976

Autor(es)

ALMEIDA, José António Ferreira de