Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de Santa Marta - detalhe

Designação

Designação

Capela de Santa Marta

Outras Designações / Pesquisas

Capela de Santa Marta / Capela de Nossa Senhora da Conceição(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Gouveia / Melo e Nabais

Endereço / Local

- -
Melo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 28 536, DG, I Série, n.º 66, de 22-3-1938 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Embora se desconheça a data de fundação da Capela de Santa Marta, a sua tipologia arquitectónica indica-nos que a data de edificação se situará entre a segunda metade do século XVI e os primeiros anos de Seiscentos. As Memórias Paroquiais de 1721 referem que o templo foi fundado por João de Almeida, cónego da Sé da Guarda, e seu irmão António Cabral.
É um pequeno templo de estrutura maneirista de gosto clássico. De planta rectangular disposta longitudinalmente, destaca-se no conjunto exterior o programa decorativo da fachada.
O portal principal, de volta perfeita, é ladeado por duas pilastras e encimado por um friso decorado com relevos de motivos grotescos que revelam a inspiração na tratadística italiana quinhentista, uma vez que são decalcados das imagens do Livro de Arquitectura de Sebastiano Serlio. O conjunto é rematado por frontão curvo interrompido, que ao centro alberga um nicho concheado que integra uma imagem pétrea de São Paulo. A fachada é rematada por frontão triangular, com óculo, ladeado por pináculos.
A fachada lateral, do lado da Epístola, possui um portal de estrutura semelhante ao portal principal, tendo sido inserida no nicho cimeiro a imagem de São João Baptista. Na parede, ladeando a porta, foi rasgada uma janela de moldura rectangular simples com guarda de ferro. No remate da fachada, no alinhamento da janela, foi colocada a sineira. A toda a volta do edifício, na cornija, foram esculpidas gárgulas com decoração antropomórfica.
O interior, de nave única, encontra-se actualmente despojado de todo o recheio ornamental, uma vez que na primeira metade do século XX a pequena capela era utilizada pelos proprietários como armazém. A Fábrica da Igreja Paroquial de Melo adquiriu o templo em 1996, tendo desde então efectuado obras de reparação da estrutura.
Embora este seja um templo rural, de dimensões modestas, a Capela de Santa Marta destaca-se pelo seu eruditismo, o que pressupõe a existência de um encomendante culto e esclarecido, bem como de um autor da traça formado num dos grandes centros de produção artística do país, profundamente ligado aos ensinamentos da tratadística italiana do século XVI.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/ 17 de Junho de 2005

Imagens

Bibliografia

Título

Melo na história e na genealogia

Local

Lisboa

Data

1993

Autor(es)

FRAGA, João Baptista de Almeida

Título

Corografia setecentista do concelho de Gouveia

Local

Gouveia

Data

1992

Autor(es)

MOTA, Eduardo