Saltar para o conteúdo principal da página

Monte da Abegoaria, constituído pela capela, sacristia e zona de habitação - detalhe

Designação

Designação

Monte da Abegoaria, constituído pela capela, sacristia e zona de habitação

Outras Designações / Pesquisas

Monte da Abegoaria, constituído pela Capela de Nossa Senhora da Piedade, sacristia e zona de habitação / Monte da Abegoaria e Capela de Nossa Senhora da Piedade(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Monte

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Évora / Évora / São Manços e São Vicente do Pigeiro

Endereço / Local

EN 256, ao km 14 (desvio por estrada vicinal) - Herdade da Abegoaria
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 45/93, DR, I Série-B, n.º 280, de 30-11-1993 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A herdade da Abegoaria pertenceu até 1462 à mesa episcopal de Évora, e foi então integrada nos bens do recentemente fundado Convento de Nossa Senhora do Espinheiro (ESPANCA, 1966). A zona de habitação primitiva, com as celas dos frades, e a capelinha, transformada em sacristia da actual ermida oitocentista, são construções manuelinas. O seu interesse reside particularmente na disposição dos edifícios junto de um torreão de planta rectangular, de construção original mais remota, e com melhoramentos quinhentistas, obra que confere ao conjunto um aspecto fortificado típico da região eborense. No alçado norte do edifício torreado rasga-se o pórtico, com verga de decoração manuelina, e ainda um balcão de pedra ornado com heráldica. Na capelinha primitiva, onde algumas festas ogivais estão entaipadas, é possível ver ainda as gárgulas de granito. As dependências internas são cobertas por abóbadas de nervuras, e conservam cantarias quinhentistas. A capela actual, da invocação de Nossa Senhora da Piedade, tem fachada com empena triangular, sendo de nave única, coberta por abóbada de berço. Apresenta num nicho uma escultura gótica (quatrocentista) do orago do templo, talvez flamenga, vinda da capela original (ESPANCA, 1966), rectangular, com dois tramos ogivados, chaves circulares e mísulas prismáticas, decoradas com cordas, bolas, nós e florões, e abrindo por portal tardo-gótico de verga recortada, hoje entaipado. Em 1834, com a extinção das ordens religiosas, o conjunto foi nacionalizado e vendido pelo Cabido da Sé, sendo hoje propriedade privada. SML

Bibliografia

Título

Património Arquitectónico e Arqueológico Classificado, IPPAR, vol. I

Local

-

Data

-

Autor(es)

-

Título

Inventário Artístico de Portugal, vol. VII (Concelho de Évora - volume I)

Local

Lisboa

Data

1966

Autor(es)

ESPANCA, Túlio