Saltar para o conteúdo principal da página

Villa romana de Miroiço - detalhe

Designação

Designação

Villa romana de Miroiço

Outras Designações / Pesquisas

Villa Romana de Miroiço(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Villa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Cascais / São Domingos de Rana

Endereço / Local

Estrada de Manique, Bairro de Morouços,
Manique de Baixo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 5/2002, DR, I Série-B. n.º 42, de 19-02-2002 (rectificou a designação para Miroiço) (ver Decreto)
Em 8-07-1987 a CM de Cascais informou qua o nome correto do sítio era Villa Romana de Miroiço
Decreto n.º 26-A/92, DR, I Série-B, n.º 126, de 1-06-1992 (como Miroiços) (ver Decreto)
Edital de 5-07-1990 da CM de Cascais
Despacho de concordância de 29-05-1990 do Secretário de Estado da Cultura
Despacho de concordância de 18-05-1990 do presidente do IPPC
Parecer de 23-04-1990 da 1.ª Secção do Conselho Consultivo do IPPC a propor a classificação como IIP
Em 9-12-1990 a CM de Cascais enviou duas fotografias do local
Proposta de 16-06-1989 da CM de Cascais para a classificação da Estação Arqueológica de Miroiços

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O actual concelho de Cascais foi amplamente fruído no período romano, altura em que, a par de determinados complexos industriais, se ergueram algumas das uillas mais interessantes do território português, certamente mercê da relativa proximidade que mantinha com a grande urbe que era Olisipo.
Foi no final do século XIX que se deu início ao estudo da romanização desta zona, por mão do geólogo Francisco de Paula Oliveira, o primeiro investigador a reportar a existência das ruínas daquela que viria a ser conhecida por «"Villa" romana de Miroiço», sobranceira ao vale da ribeira de Manique e a cerca de um quilómetro a Sul de Manique de Baixo.
Distribuindo-se ao longo de cerca de dois hectares, Miroiço teria sido, na origem, a uilla mais extensa do concelho, apesar de se encontrar quase totalmente destruída, como denuncia, ademais, o próprio microtopónimo "Miroiço(s)", que significará "amontoado de pedras" (CARDOSO, G., ENCARNAÇÃO, J. d': 1995, p. 55).
Deve-se, contudo, ao arqueólogo Guilherme Cardoso o início do estudo sistemático do arqueosítio, já na década de setenta, após ter recolhido inúmeros materiais à superfície, entretanto depositados no "Gabinete de Arqueologia da Câmara Municipal de Cascais". A investigação conduzida no local desde então revelou um considerável conjunto de materiais de superfície, como tegulae, imbrices e vestígios de revestimentos em opus signinum, para além de pesos de tear, de um vasto número de fragmentos de terra sigilatta, ânforas e de cerâmica "grosseira," de machados de pedra polida, de seixos afeiçoados e variados artefactos metálicos, a testemunhar, no fundo, a continuidade ocupacional humana do sítio desde o Paleolítico até à Idade Média. Entretanto, em 1984, descobriram-se algumas sepulturas atribuídas ao período tardo-romano ou à Alta Idade Média.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

Coisas Velhas, O Arqueólogo Português

Local

Lisboa

Data

1917

Autor(es)

VASCONCELLOS, José de Leite de

Título

Carta arqueológica do Concelho de Cascais

Local

Cascais

Data

1991

Autor(es)

CARDOSO, Guilherme

Título

Notas sobre alguns vestígios romanos no concelho de Cascais.

Local

-

Data

-

Autor(es)

ENCARNAÇÃO, José d'

Título

A villa romana de Freiria (Cascais) e o seu enquadramento rural, Revista de Arqueologia da Assembleia Distrital de Lisboa

Local

Lisboa

Data

1995

Autor(es)

CARDOSO, Guilherme, ENCARNAÇÃO, José d'

Título

Cascais no tempo dos romanos, Revista de Arqueologia

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

CARDOSO, Guilherme, ENCARNAÇÃO, José d'

Título

Antiquités préhistóriques et romaines des environs de Cascaes, Comunicações da Comissão de Trabalhos Geológicos

Local

Lisboa

Data

1889

Autor(es)

OLIVEIRA, Francisco de Paula e

Título

Esboço arqueológico do concelho de Cascais, Boletim do Museu Biblioteca dos Condes de Castro Guimarães

Local

Cascais

Data

1943

Autor(es)

FIGUEIREDO, Fausto J. A. de, PAÇO, Manuel Afonso do