Saltar para o conteúdo principal da página

Janela manuelina de uma casa da Praça Sá da Bandeira - detalhe

Designação

Designação

Janela manuelina de uma casa da Praça Sá da Bandeira

Outras Designações / Pesquisas

Casa com janela manuelina na Praça Sá da Bandeira, n.º 12 a 13(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Janela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Santarém / Santarém / União de Freguesias da cidade de Santarém

Endereço / Local

Praça Sá da Bandeira
Santarém

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 11 445 (art.º 119.º), de 13-02 1924, inserido na coleção do 1.º Semestre de 1926 (converteu a classificação para IIP) (ver Decreto)
Decreto n.º 3 027, DG, I Série, n.º 38, de 14-03-1917 (classificou como edifício de valor artístico e arqueológico) (ver Decreto)

ZEP

Portaria de 2-10-1959, publicada no DG, II Série, n.º 10, de 13-01-1960 (com ZNA) (ZEP da Igreja do Seminário, dos Vestígios do Paço, da janela manuelina e da Igreja de Nossa Senhora da Piedade)
Despacho de homologação de 1-09-1959
Parecer favorável de 13-08-1959 da 1.ª Sub-Secção da 6.ª Secção da JNE
Proposta de alteração de 15-07-1959 da DGEMN
Portaria de 30-08-1946, publicada no DG, n.º 23, de 2-10-1946
Despacho de homologação de 18-06-1946 do Subsecretário de Estado da Educação Nacional
Parecer favorável de 14-06-1946 da 1.ª Sub-Secção da 6.ª Secção da JNE
Proposta da DGEMN

Zona "non aedificandi"

Portaria de 2-10-1959, publicada no DG, II Série, n.º 10, de 13-01-1960
Portaria de 30-08-1946, publicada no DG, n.º 23, de 2-10-1946

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O largo fronteiro ao Paço Real, de origem medieval, onde nobres e funcionários régios tinham as suas habitações junto da corte, sofreu obras manuelinas que deixaram alguns vestígios (CUSTÓDIO, 1996), apesar de hoje em dia pouco restar dos edifícios que compunham o antigo Terreiro do Paço de Santarém. Um destes vestígios é justamente a janela quinhentista, claramente datável dos primeiros anos do século XVI, exemplar de lavor delicado e requintado. Trata-se de uma janela quadrangular, dividida ao meio por um fino mainel com capitel jónico sobrepujado pela representação de uma vieira, definindo dois vãos gémeos rematados por arcos trilobados unidos sob a verga recta; esta é coroada, ao centro, por um florão composto, em cogulho, e termina sobre cada ombreira com dois florões menores. De cada lado da janela, as ombreiras são formadas por finas colunas com minúsculos capitéis onde assentam as arcarias triplas, e por elegantes pilastras descendo abaixo do nível do peitoril. Segundo Rafael Moreira, o colunelo será talvez de importação genovesa, reflectindo um gosto algo distinto da tradicional importação de modelos sevilhanos mudéjares.SML

Imagens

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Santarém

Local

Lisboa

Data

1949

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos

Título

Monumentos e Lendas de Santarém

Local

-

Data

1883

Autor(es)

BRANDÃO, Zeferino N. G.

Título

Santarém, História da Arte em Portugal

Local

-

Data

1931

Autor(es)

SARMENTO, Zeferino

Título

Guia de Santarém

Local

-

Data

1924

Autor(es)

OSÓRIO, José

Título

Santarém

Local

-

Data

1990

Autor(es)

SERRÃO, Vítor

Título

Janela Manuelina na Praça Sá da Bandeira, in Património Monumental de Santarém

Local

-

Data

1996

Autor(es)

CUSTÓDIO, Jorge