Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de São Martinho de Lordelo - detalhe

Designação

Designação

Igreja de São Martinho de Lordelo

Outras Designações / Pesquisas

Igreja de Lordelo do Ouro / Igreja Paroquial de Lordelo do Ouro / Igreja de São Martinho(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Porto / Lordelo do Ouro e Massarelos

Endereço / Local

-- -
Condominhas

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 1/86, DR, I Série, n.º 2, de 3-01-1986 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Datam do século XIII as primeiras referências conhecidas a uma "Igreja de Lordelo", mas pouco ou nada se sabe acerca da primitiva edificação da Igreja de São Martinho de Lordelo; apenas que era muito antiga e que foi de padroado real.
Reencontramos algumas referências novamente no século XVIII, a propósito da reedificação da igreja em 1764. Este edifício, de dimensões muito superiores, só foi completado em 1867 quando se concluiu a construção da torre sineira do lado sul. O corpo principal da fachada destaca-se em relação às torres, numa composição dominada pela existência de pilastras que acentuam a simetria do conjunto. O revestimento azulejar datado de 1888, confere ao alçado uma forte uniformização, apenas "quebrada" pelos painéis que ladeiam o nicho onde se encontra a imagem do orago da igreja - São Martinho.
A igreja desenvolve-se em planta de cruz latina, onde se destacam os volumes da nave, capelas laterais e capela-mor, bastante pronunciados. A nave, de grandes dimensões, é revestida por abóbada de berço em caixotões. A capela-mor, profunda, apresenta retábulo de talha branco e dourado de gosto neoclássico, que deverá remontar a uma campanha decorativa mais tardia, entre o final do século XVIII e o início do seguinte. O painel central do retábulo, com certeza do século XIX, representa o Santíssimo Sacramento e a morte de São Martinho (QUARESMA, 1995).
Rosário Carvalho

Imagens

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal - Aveiro, Beja, Coimbra, Évora, Leiria, Portalegre, Porto e Santarém

Local

Lisboa

Data

2000

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos