Saltar para o conteúdo principal da página

Capela da Santa Casa da Misericórdia de Galveias - detalhe

Designação

Designação

Capela da Santa Casa da Misericórdia de Galveias

Outras Designações / Pesquisas

Capela mortuária de Galveias / Igreja e Hospital da Santa Casa da Misericórdia de Galveias / Capela mortuária de Galveias(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Portalegre / Ponte de Sor / Galveias

Endereço / Local

Largo Comendador José Godinho de Campos Marques
Ponte de Sor

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 129/77, DR, I Série, n.º 226, de 29-09-1977 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Edificação barroca, que obedece à habitual configuração das Misericórdias portuguesas, com igreja e anexos, a capela as Galveias deverá ter sido reconstruída no decorrer do século XVIII (KEIL, 1943). O edifício da instituição apresenta a entrada para o Consistório na fachada Norte, entre duas janelas, a que se sobrepõem outras três, de sacada. A depuração deste alçado, a par das características da igreja, podem corroborar a existência de uma edificação anterior, que foi objecto de modificações, na centúria de Setecentos. Entre estas alterações, encontra-se a fachada do templo e, eventualmente, a capela interior, cujos problemas de integração no espaço podem derivar de uma abertura posterior. Todavia, sobre o portal principal da capela surge a seguinte inscrição: Misericordia Tua Magna / Est Super me MDCCCIII. Esta data de 1803 poderá datar a fachada, ou a conclusão de uma campanha de obras iniciada no século XVIII mas que se terá prolongado, eventualmente, até ao início da centúria seguinte. Em todo caso, parece certa a existência de um campanha decorativa rococó.
Definida por duas pilastras encimadas por pináculos, o alçado da capela apresenta um remate contracurvado, e é aberto, ao centro, pelo portal. Este, é flanqueado por pilastras que suportam um frontão interrompido, a partir do qual nasce a janela superior. Sobrepõe-se-lhe o escudo real.
No interior, e logo após o guarda-vento, a capela de Nossa Senhora da Conceição comunica com a nave única através de um arco de volta perfeita, com pintura decorativa a imitar mármore. O retábulo que se encontra no seu interior, em alvenaria, é decorado por motivos rococó, o que vem ao encontro da hipótese avançada relativa a uma campanha de obras ou decorativa da segunda metade do século XVIII. Os seus panos murários são rasgados por nichos com imagens.
A nave é coberta por abóbada de berço e na capela-mor o retábulo exibe alguns elementos rococó.
(Rosário Carvalho)

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal - vol. I (Distrito de Portalegre)

Local

Lisboa

Data

1943

Autor(es)

KEIL, Luís