Saltar para o conteúdo principal da página

Prédios na Rua de Santa Marta, 44, 46 e 48 - detalhe

Designação

Designação

Prédios na Rua de Santa Marta, 44, 46 e 48

Outras Designações / Pesquisas

Edifícios na Rua de Santa Marta, n.º 44 a 48(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Edifício

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Santo António

Endereço / Local

Rua de Santa Marta
Lisboa

Número de Polícia: 44-48

Proteção

Situação Actual

Desclassificado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Portaria n.º 740-DC/2012, DR, 2.ª série, n.º 248 (suplemento), de 24-12-2012 (desclassificou) (ver Portaria)
Relatório final do procedimento elaborado em 30-05-2012
Anúncio n.º 7855/2012, DR, 2.ª série, n.º 72, de 11-04-2012 (ver Anúncio)
Despacho de concordância de 6-03-2012 do diretor do IGESPAR, I.P.
Parecer de 29-02-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a confirmar o teor do parecer de 29-09-2010, favorável à desclassificação
Proposta de desclassificação de 12-12-2011 do IGESPAR, I.P.
Anúncio n.º 15988/2011, DR, 2.ª série, n.º 211, de 3-11-2011 (ver Anúncio)
Despacho de 19-10-2011 do diretor do IGESPAR, I.P. a determinar a abertura do procedimento de desclassificação
Despacho de 17-10-2011 do Secretário de Estado da Cultura a concordar com a abertura do procedimento de desclassificação
Despacho de concordância de 4-10-2010 do director do IGESPAR, I.P.
Parecer favorável de 29-09-2010 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 13-04-2010 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo para a desclassificação
Proposta de 3-02-2010 do DIED do IGESPAR, I.P. a propor a reavaliação da classificação, na sequência das obras efectuadas
Decreto n.º 735/74, DG, I Série, n.º 297, de 21-12-1974 (classificou como IIP) (ver Decreto)
Despacho de homologação de 15-01-1973 do Secretário de Estado da Juventude e Desportos
Parecer de 15-01-1973 da 4.ª Subsecção da 2.ª Secção da JNE a propor que se mantenha o processo de classificação
Edital N.º 184/72 de 9-12-1972 da CM de Lisboa
Despacho de homologação de 8-07-1972 do Subsecretário de Estado da Administração Escolar
Proposta de 7-07-1972 da 4.ª Subsecção da 2.ª Secção da JNE para a classificação como IIP

ZEP

Não aplicável, por força da desclassificação (passaram a estar abrangidos, já não fazendo parte integrante da ZEP)
Portaria n.º 529/96, DR, I Série-B, n.º 228, de 1-10-1996 (sem restrições) (ZEP dos edifícios classificados da Avenida da Liberdade e área envolvente) (ver Portaria)

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Este conjunto é constituído por três edifícios de finais de Setecentos e princípios de Oitocentos, de arquitectura ecléctica, com elementos barrocos e neoclássicos. Ainda que todos os prédios tenham sofrido alterações posteriores, esta constitui uma frente de rua bem exemplificativa da arquitectura civil barroca e pombalina de Lisboa.
O primeiro edifício, correspondente ao n.º 44, possui planta quadrangular irregular, desenvolvendo-se em cinco pisos e águas furtadas. Como nos restantes casos, o piso inferior é ocupado por lojas, neste caso com emolduramento em cantaria. Os restantes pisos são rasgados por janelas de verga recta e janelas de sacada, em pisos alternados. As sacadas do terceiro piso possuem varandas estreitas de ferro forjado, e as do quinto piso agrupam-se em duas varandas de maiores dimensões. O prédio é visualmente dividido por um pilar que define o seu eixo central, marcando na fachada a divisão interna dos apartamentos, dois por piso. É rematado por balaustrada corrida.
O prédio que ocupa o n.º 46 tem quatro pisos, sendo o quarto formado por corpo mais estreito que os três inferiores. A fachada é ocupada por lojas ao nível térreo, possuindo janelas de sacada nos dois andares médios, rematadas por guardas de ferro no segundo piso e varandas no terceiro. O corpo superior é rematado em frontão triangular, com telhado de duas águas, e rasgado por três janelas de verga recta e uma pequena luneta sob o frontão.
O edifício correspondente ao n.º 48 possui planta em L, formando gaveto. O corpo principal desenvolve-se em três pisos e águas furtadas, sendo a fachada rasgada por lojas no rés-do-chão, e fiadas regulares de janelas quadradas (piso intermédio) e janelas de sacada com varandas de ferro forjado (piso superior). A porta principal eleva-se à altura das janelas do segundo piso. O prédio é rematado por uma balaustrada, cortada à direita por um piso extra com duas janelas de sacada, ocupando menos de um terço da extensão total da fachada. A fachada que deita para a Travessa de Santa Marta é rasgada por singelas janelas quadrangulares. Aí funcionou a redacção da União Gráfica, cujo letreiro ainda encabeçava a fachada na década de noventa do século XX. Este imóvel foi adequirido por um grupo hoteleiro, tendo sofrido obras de remodelação entre 2007 e 2009 que implicaram a reconstrução total do interior, e algumas alterações nas fachadas.
Sílvia Leite / DIDA- IGESPAR, I.P. /2009-2010

Imagens