Saltar para o conteúdo principal da página

Palácio dos Condes de Redondo - detalhe

Designação

Designação

Palácio dos Condes de Redondo

Outras Designações / Pesquisas

Universidade Autónoma de Lisboa / Palácio dos Condes de Redondo / Universidade Autónoma de Lisboa(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Palácio

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Santo António

Endereço / Local

Rua de Santa Marta
Lisboa

Número de Polícia: 56-56-E (diploma de classificação), atualmente 56

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 735/74, DG, I Série, n.º 297, de 21-12-1974 (ver Decreto)
Edital N.º 97/73 de 13-08-1973 da CM de Lisboa
Despacho de homologação de 12-03-1973 do Secretário de Estado da Juventude e Desportos
Parecer de 2-03-1973 da 4.ª Subsecção da 2.ª Secção da JNE a propor a classificação como IIP

ZEP

Portaria n.º 529/96, DR, I Série-B, n.º 228, de 1-10-1996 (sem restrições) (ZEP dos edifícios classificados da Avenida da Liberdade e área envolvente) (ver Portaria)

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

De arquitectura barroca, o palácio não sofreu danos significativos com o terramoto de 1755, e conheceu diversos proprietários, o último dos quais a Universidade Autónoma de Lisboa, a funcionar no seu interior desde a década de 80 do séc. XX.
De planta rectangular, com quatro alas ladeando um pátio de igual formato (que concede ao conjunto uma volumetria paralelepipédica), cobertura de telhados de uma e duas águas, a fachada principal é composta de sete corpos contíguos delimitados por pilastras toscanas na qual surgem duas ordens de vinte e duas janelas, sendo as do andar nobre de sacada com guardas de ferro forjado e encimadas por cornija. De mencionar será, ainda, o portal emoldurado em cantaria e coroado por um friso com tríglifos, sobre o qual apresenta-se um frontão triangular interrompido no vértice.
Transpondo-se este mesmo portal, acede-se ao pátio interior, a partir do qual se podem observar os quatro alçados internos do edifício, constituídos por dois pisos com seis janelas iguais às do alçado principal, e no centro do qual existe uma cisterna.
De realçar serão, ainda, alguns dos elementos decorativos localizados no espaço interno deste palácio, como no caso da escadaria localizada ao fundo do pátio interior, assim como algumas das salas caracterizadas pelos tectos apainelados e estuques pintados. SML

Imagens